Abrir menu principal
R-1820
Motor de avião
Informações básicas
Tipo Motor radial
Fabricante Wright Aeronautical
Origem  Estados Unidos
Primeiro teste Década de 1930
Entrada em
Uso
1931
Maiores aplicações B-17 Flying Fortress
Especificações (GR-1820-G2)
Comprimento 1 213 mm (47,8 in)
Diâmetro (cilindro(s)) 155,6 mm (6,13 in)
Curso 174,6 mm (6,87 in)
Peso 537 kg (1 180 lb)
Deslocamento 29.88 L
Trem de válvulas Duas válvulas (OHV) por cilindro com válvula de escape refrigerada por sódio
Turbocompressor Centrífugo da General Electric de velocidade única, taxa de compressão de 7.134:1
Potência 1 000 hp (746 kW)
Sistema de combustível Carburador Stromberg PD12K10 com controle automático de mistura
Tipo de combustível Gasolina de 87 octanas
Sistema de óleo Cárter seco com uma bomba de pressão e uma scavenge
Sistema de refrigeração Refrigeração a ar
Relação potência / peso 0,84 hp/lb (1,39 kW/kg)
Consumo 0,6 lb/(hp•h) (362 g/(kW•h))
Desenvolvido em Wright R-2600
Wright R-3350
Variantes do motor Shvetsov M-25

O Wright R-1820 Cyclone 9 foi um motor radial americano desenvolvido pela Curtiss-Wright, amplamente utilizado em aeronaves durance as décadas de 1930, 40 e 50. Foi produzido sob licença na Espanha como Hispano-Suiza 9V ou Hispano-Wright 9V e na União Soviética como Shvetsov M-25.

Índice

Projeto e desenvolvimentoEditar

O R-1820 Cyclone 9 representou um desenvolvimento do Wright P-2, motor do ano de 1925. Com um maior deslocamento e várias melhorias, o R-1820 entrou em produção em 1931. O motor permaneceu em produção até a década de 1950.

O R-1820 foi produzido sob licença pela Lycoming, Pratt & Whitney Canada, e também, durante a Segunda Guerra Mundial pela Studebaker. A União Soviética comprou uma licença para o projeto, e a OKB Shvetsov foi formada para transformar as unidades usuais nos Estados Unidos para o sistema métrico, produzindo então o M-25, tendo várias características do R-1820 sido usadas pela Shvetsov em muitos de seus projetos posteriores de motores radiais para a Força Aérea Soviética de 1940 em diante. Na Espanha, o R-1820 era produzido sob licença como Hispano-Suiza 9V ou Hispano-Wright 9V.[1]

O R-1820 era utilizado em muitas aeronaves famosas, incluindo os primeiros aviões comerciais da Douglas (o protótipo DC-1, o DC-2, as primeiras versões civis do DC-3 e o DC-5), todos os Boeing B-17 Flying Fortress da época da guerra, os bombardeiros Douglas SBD Dauntless, as primeiras versões do caça Polikarpov I-16 (como M-25), e o helicóptero Piasecki H-21.

O R-1820 também foi utilizado em carros de combate. A variante G-200 desenvolvia 900 hp a 2.300 rpm e era utilizado no M6 Heavy Tank. O Wright RD-1820 foi convertido para diesel pela Caterpillar Inc. como D-200 e produzia 450 hp a 2.000 rpm no M4A6 Sherman.

VariantesEditar

R-1820-04
700 hp
R-1820-1
575 hp
R-1820-4
770 hp
R-1820-19
675 hp
R-1820-22
950 hp
R-1820-25
675 hp, 750 hp, 775 hp
R-1820-32
1000 hp
XR-1820-32
800 hp
R-1820-33
775 hp
R-1820-34
940 hp, 950 hp
R-1820-34A
1200 hp
R-1820-40/42
1100 hp, 1200 hp
R-1820-41
850 hp
R-1820-45
800 hp, 930 hp
R-1820-49
975 hp
R-1820-50
850 hp
R-1820-52
1000 hp
R-1820-53
930 hp, 1000 hp
R-1820-56
1200 hp, 1350 hp
R-1820-57
1,060 hp (790 kW)
R-1820-60
1200 hp
R-1820-62
1350 hp
R-1820-66
1,200 hp (895 kW), 1,350 hp (1,007 kW)
R-1820-67/69
1200 hp, equipado com um turbocompressor
R-1820-72W
1350 hp, 1425 hp
R-1820-74W
1500 hp
R-1820-76A,B,C,D
1425 hp
R-1820-77
1200 hp
R-1820-78
700 hp (522 kW), 1100 hp
R-1820-80
700 hp, 1535 hp
R-1820-82WA
1525 hp
R-1820-86
1425 hp
R-1820-97
1200 hp, equipado com um turbocompressor
R-1820-103
1425 hp
SGR-1820-F3
710 hp, 720 hp
SGR-1820-F2
720 hp
R-1820-F53
770 hp
R-1820-F56
790 hp
GR-1820-G2
1000 hp
R-1820-G3
840 hp
R-1820-G5
950 hp
R-1820-G101
1100 hp
R-1820-G102
775 hp
GR-1820-G102A
1100 hp
R-1820-G102A
1100 hp
R-1820-G102A
1100 hp
R-1820-G202A
1200 hp
R-1820-G103
1000 hp
R-1820-G105
1000 hp
R-1820-G205A
1200 hp

Notas: Números de unidade terminando em W indicam que eram equipadas com sistemas de potência de emergência com água-metanol.

Hispano-Suiza 9VEditar

O Hispano-Suiza 9V é uma versão produzida sob licença do R-1820.[2]

Hispano-Suiza 9Vr
9V com caixa de redução
Hispano-Suiza 9Vb
Hispano-Suiza 9Vbr
variante do 9Vb com caixa de redução[2]
Hispano-Suiza 9Vbrs
variante do 9Vb com caixa de redução e turbocompressor
Hispano-Suiza 9Vbs
variante do 9Vb com turbocompressor[2]
Hispano-Suiza 9Vd
variante do 9V[2]
Hispano-Suiza 9V-10
575 hp com hélice de passo fixo
Hispano-Suiza 9V-11
igual ao -10 mas com rotação para a direita
Hispano-Suiza 9V-16
650 hp com hélice de passo variável, rotação para a esquerda
Hispano-Suiza 9V-17
igual ao -16 mas com rotação para a direita

AplicaçõesEditar

Motores em exibiçãoEditar

 
Wright R-1820 Cyclone 9 de um Douglas DC-3 restaurado "Flagship Knoxville" no Museu da American Airlines C.R. Smith[3]

Alguns motores Wright R-1820 preservados estão em exibição nos seguintes museus:

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

Notas
  1. Lage(2004) pp. 157-162
  2. a b c d Hartmann, Gustave. Hispano-Suiza, Les moteurs de tous les Records.pdf (PDF) (em francês). [S.l.: s.n.] 
  3. May, Joseph (8 de Janeiro de 2013). «Flagship Knoxville — an American Airlines Douglas DC-3». Hearst Seattle Media 
Bibliografia
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Wright R-1820 Cyclone 9