Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Wuhan (desambiguação).
Wuhan
Wuhan montage.png
Nome oficial
(zh-CN) 武汉市Visualizar e editar dados no Wikidata
Nome local
(zh) 武汉Visualizar e editar dados no Wikidata
Geografia
País
Província
Parte de
Capital de
Banhado por
Área
8 494 km2Visualizar e editar dados no Wikidata
Altitude
37 mVisualizar e editar dados no Wikidata
Coordenadas
Wuhan in Hubei.png
Demografia
População
11 895 000 hab. ()Visualizar e editar dados no Wikidata
Densidade
1 400,4 hab./km2 ()
Funcionamento
Estatuto
Sub-divisão provincial, cidade com centenas de milhar de habitantes, cidade com mais de 1 milhão de habitantes (d)Visualizar e editar dados no Wikidata
Geminações
Identificadores
Código postal
430000Visualizar e editar dados no Wikidata
Prefixo telefônico
027Visualizar e editar dados no Wikidata
Website

Pronunciação

Wuhan (chinês tradicional: 武漢chinês simplificado: 武汉) é a capital e maior cidade da província de Hubei na China. [16] É a cidade mais populosa da China Central,[1] com uma população de mais de 10 milhões, a sétima cidade mais populosa do país.[2] Encontra-se na planície oriental de Jianghan, no meio do cruzamento do rio Yangtze com o rio Han. Surgindo de um conglomerado de três cidades, Wuhan e possui atualmente estatuto administrativo sub-provincial.

Atualmente, Wuhan é considerada o centro político, econômico, financeiro, comercial, cultural e educacional da China Central.[1] É um importante centro logístico, com dezenas de ferrovias, estradas e vias expressas conectando-a a outras grandes cidades.[3] Devido ao seu papel fundamental no transporte doméstico, Wuhan é às vezes chamado de "Chicago da China" por fontes estrangeiras.[4] A "via navegável dourada" do rio Yangtze e seu maior afluente, o rio Han, atravessam a área urbana e dividem Wuhan nos três distritos de Wuchang, Hankou e Hanyang. A Barragem das Três Gargantas, a maior usina de energia do mundo em termos de capacidade instalada, fica nas proximidades. A cidade também é o lar de vários institutos notáveis ​​de ensino superior, incluindo a Universidade de Wuhan, classificada em terceiro lugar em todo o país em 2017,[5] e a Universidade de Ciência e Tecnologia de Huazhong.

Historicamente, a cidade sofre com riscos de inundações,[6] o que levou o governo a aliviar a situação, com a introdução de mecanismos de absorção ecologicamente amigáveis.[7] O Estádio de Wuhan sediou o FIBA Campeonato Asiático de ​​2011 e o Campeonato Mundial de Basquetebol Masculino de 2019,[8] assim como os Jogos Mundiais Militares de 2019.[9][10] Em 2017, Wuhan foi designada como uma cidade criativa pela UNESCO, no campo do design.[11] Também é classificada como uma cidade global beta pela Globalization and World Cities Research Network.

HistóriaEditar

A história de Wuhan data de 3500 anos.[12] Foi onde ocorreu a Revolta de Wuchang, que levou à queda da dinastia Qing e ao estabelecimento da República da China.[13] Wuhan foi brevemente a capital da China em 1927, sob a ala esquerdista do governo do Kuomintang (KMT), liderada por Wang Jingwei.[14] A cidade serviu mais tarde como a capital chinesa em tempo de guerra em 1937, durante dez meses durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa.[15][16] Durante a Revolução Cultural Chinesa, um conflito armado entre dois grupos hostis que lutavam pelo controle da cidade ficou conhecido como o incidente de Wuhan.


Desde dezembro de 2019, uma nova doença chamada de Coronavírus foi detectada nesta cidade, que vêm levando a preocupação tanto na China, quanto fora dela, a doença já matou mais de 25 pessoas.[17]

PolíticaEditar

Cidades-irmãsEditar

País Cidade Desde
  Japão   Ōita 7 de setembro de 1979
  United States   Pittsburgh 8 de setembro de 1982
  Alemanha   Duisburg 8 de outubro de 1982
  Reino Unido   Manchester 16 de setembro de 1986[18]
  Romênia   Galați 12 de agosto de 1987
  Ucrânia   Kiev 19 de outubro de 1990
  Sudão Khartoum 27 de setembro de 1995
  Hungria   Győr 19 de outubro de 1995
  França   Bordeaux[19] 18 de junho de 1998
  Países Baixos   Arnhem 6 de setembro de 1999
  South Korea   Cheongju 29 de outubro de 2000
  Áustria   Sankt Pölten 20 de dezembro de 2005
  Nova Zelândia   Christchurch[20] 4 de abril de 2006
  Canadá Markham 12 de setembro de 2006
  Suécia   Borlänge 28 de setembro de 2007
  Islândia   Kópavogur 25 de abril de 2008
  Israel   Ashdod[21] 8 de novembro de 2011
  França   Essonne[22] 21 de dezembro de 2012
  Turquia İzmir 6 de junho de 2013
  México   Tijuana[23] 12 de julho de 2013[24]
  Rússia   Saratov[25] 7 de agosto de 2015
  Chile   Concepción[26] 7 de abril de 2016
  Quirguistão   Bishkek 15 de novembro de 2016
  Grécia   Chalcis 11 de maio de 2017
  Rússia   Izhevsk 16 de junho de 2017
  Reino Unido Swansea[27] 31 de janeiro de 2018
  Uganda Entebbe 13 de abril de 2018
  Tailândia   Bangkok[28] 16 de novembro de 2018

EconomiaEditar

Wuhan é um importante centro de economia, comércio, finanças, transporte, tecnologia da informação e educação na China. Suas principais indústrias incluem ótica-eletrônica, fabricação de automóveis, fabricação de ferro e aço, setor farmacêutico, indústria de novos materiais e proteção ambiental. Neste ultimo segmento, a cidade se destaca por pesquisa e desenvolvimento em tecnologias de eficiência energética e energia renovável.[29]

Embora Wuhan seja um centro fabril radicional há décadas, também é uma das áreas que promove mudanças industriais modernas na China. Wuhan consiste em três zonas nacionais de desenvolvimento, quatro parques de desenvolvimento científico e tecnológico, mais de 350 institutos de pesquisa, 1.656 empresas de alta tecnologia, inúmeras incubadoras de empresas e investimentos de 230 empresas da Fortune Global 500.[30] Produziu um PIB de 224 bilhões de dólares em 2018. A Dongfeng Motor Corporation, uma fabricante de automóveis chinesa, está sediada em Wuhan.

Panorama de Wuhan em 2017.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b «Focus on Wuhan, China». The Canadian Trade Commissioner Service. Consultado em 10 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2013 
  2. Zhao Manfeng (赵满丰). «Archived copy» 国家中心城市 [National central cities]. usa.chinadaily.com.cn. Consultado em 20 de maio de 2018. Cópia arquivada em 20 de maio de 2018 
  3. «武汉获批全国首个交通枢纽研究试点城市». Ministry of Commerce of the People's Republic of China. 25 de junho de 2009 
  4. «Foreign News: On To Chicago». Time. 13 de junho de 1938. Consultado em 20 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 5 de janeiro de 2012 
  5. «校友会2017中国大学排行榜700强揭晓,北京大学十连冠--艾瑞深校友会网2019中国大学排行榜,中国大学研究生院排行榜,中国一流大学,中国大学创业富豪榜,中国独立学院排行榜,中国民办大学排行榜». www.cuaa.net (em inglês). Consultado em 13 de junho de 2019 
  6. Jing, Li (23 de janeiro de 2019). «Inside China's leading 'sponge city': Wuhan's war with water». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 13 de junho de 2019 
  7. Hartley, Asit K. Biswas, Kris. «China's 'sponge cities' aim to re-use 70% of rainwater». CNN. Consultado em 13 de junho de 2019 
  8. The Official website of the 2019 FIBA Basketball World Cup Arquivado em 27 de maio de 2017 no Wayback Machine.
  9. «7th Military World Games to be held in Wuhan in 2019 - Xinhua | English.news.cn». www.xinhuanet.com. Consultado em 20 de maio de 2018. Cópia arquivada em 20 de maio de 2018 
  10. http://www.wuhan2019mwg.com official site
  11. «Wuhan | Creative Cities Network». en.unesco.org. Consultado em 13 de junho de 2019 
  12. «Wuhan | China». Encyclopedia Britannica (em inglês). Consultado em 13 de junho de 2019 
  13. «The Wuchang Uprising on Double Ten (10/10/1911) | Britannica Blog». blogs.britannica.com. Consultado em 13 de junho de 2019 
  14. Stephen R. MacKinnon (2002). Remaking the Chinese City: Modernity and National Identity, 1900-1950. [S.l.]: University of Hawaii Press. 161 páginas. ISBN 978-0824825188 
  15. «AN AMERICAN IN CHINA: 1936-39 A Memoir». Consultado em 10 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 12 de maio de 2013  |archive-url= e |arquivourl= redundantes (ajuda)
  16. Stephen R. MacKinnon (21 de maio de 2008). Wuhan, 1938: War, Refugees, and the Making of Modern China. [S.l.]: University of California Press. 12 páginas. ISBN 978-0520254459 
  17. «Coronavírus na China: perguntas e respostas sobre doença pulmonar que matou 26 pessoas e chegou a nove países». BBC News Brasil. 22 de janeiro de 2020 
  18. http://www.visitoruk.com/Manchester/20th-century-T1235.html 1986 Manchester was twinned with Wuhan in China.
  19. «Bordeaux, ouverte sur l'Europe et sur le monde». Consultado em 1 de setembro de 2015. Cópia arquivada em 16 de março de 2015 
  20. «Wuhan, China : Christchurch City Council». Christchurch City Council. Consultado em 1 de setembro de 2015. Cópia arquivada em 19 de setembro de 2015. A Friendship City Agreement was signed between the Mayors of Wuhan and Christchurch on Tuesday 4 April 2006. 
  21. «Archived copy». Consultado em 24 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 25 de outubro de 2017 
  22. «Archived copy». Consultado em 24 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 7 de setembro de 2018 
  23. «Tijuana, Mexico becomes Wuhan's 20th sister city». Consultado em 1 de março de 2015. Arquivado do original em 2 de abril de 2015  |archive-url= e |arquivourl= redundantes (ajuda)
  24. «Archived copy». Consultado em 24 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 7 de setembro de 2018 
  25. «Wuhan - Saratov, Russia». Consultado em 18 de fevereiro de 2016. Cópia arquivada em 26 de janeiro de 2016 
  26. «Archived copy». Consultado em 24 de fevereiro de 2018. Cópia arquivada em 9 de abril de 2018 
  27. «Archived copy» 图文:武汉与英国斯旺西结为友好城市. Consultado em 16 de fevereiro de 2018. Arquivado do original em 17 de fevereiro de 2018  |archive-url= e |arquivourl= redundantes (ajuda)
  28. «Archived copy» 刚刚!武汉和曼谷正式缔结为友好城市!. Consultado em 19 de novembro de 2018. Cópia arquivada em 19 de novembro de 2018 
  29. http://www.china-briefing.com/news/china-regional-spotlight-wuhan-hubei-province/
  30. Government of Canada, Foreign Affairs Trade and Development Canada (8 de setembro de 2009). «Focus on Wuhan, China». www.tradecommissioner.gc.ca. Consultado em 13 de junho de 2019 

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Wuhan
  Este artigo sobre geografia da República Popular da China é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.