Yersinia enterocolitica


Yersinia enterocolitica é uma enterobactéria, enteropatogênica, causadora de infecções intestinais e bacteremias. Tem a forma de bastão Gram-negativo, sendo o reservatório desse microrganismo predominantemente o porco, mas outros animais como roedores, bovinos, cavalos, coelhos, cachorros e gatos também podem apresentar.

Como ler uma infocaixa de taxonomiaYersinia enterocolitica
Colónias de Yersinia enterocolitica numa placa de ágar sangue.
Colónias de Yersinia enterocolitica numa placa de ágar sangue.
Classificação científica
Domínio: Bacteria
Filo: Proteobacteria
Classe: Gammaproteobacteria
Ordem: Enterobacteriales
Família: Enterobacteriaceae
Género: Yersinia
Nome binomial
Yersinia enterocolitica
(Schleifstein & Coleman 1939)

Em crianças, os sintomas são febre, dores abdominais e diarreia; em crianças mais velhas e em adultos, os sintomas predominantes são dor abdominal no lado direito e febre. Complicações sérias, tais como artrite reumatoide (síndrome de Reiter), erupções na pele (eritema nodoso), conjuntivite, osteomielite e bacteremia também podem vir a ocorrer.

O diagnóstico é realizado através da deteção do microrganismo nas fezes dos doentes, mas o microrganismo pode ser detetado também em outros materiais clínicos, como sangue, urina, bile, líquido sinovial, de nódulos linfáticos e material da garganta.

A Y. enterocolitica é adquirida decorrente de ingestão de leite não pasteurizado, água não tratada, carne de porco contaminada, crua ou mal cozida. Já em crianças podem contaminar-se através de contato com pessoas infetadas, que não têm bons hábitos de higiene ao manusear mamadeiras, chupetas ou brinquedos.

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre Bactérias é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.