Yoichiro Nambu

Yōichirō Nambu Medalha Nobel
Quebra espontânea de simetria
Nascimento 18 de janeiro de 1921
Fukui
Morte 5 de julho de 2015 (94 anos)
Osaka
Nacionalidade Estadunidense
Cidadania Estados Unidos, Japão
Alma mater Universidade de Tóquio, Universidade de Princeton
Ocupação físico teórico, professor, físico
Prêmios Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática (1970), Prêmio Memorial J. Robert Oppenheimer (1976), Medalha Nacional de Ciências (1982), Medalha Max Planck (1985), Prêmio Wolf de Física (1994/1995), Medalha Dirac (1986), Prêmio Sakurai (1994), Medalha Oskar Klein (2005), Prêmio Pomeranchuk (2007), Nobel prize medal.svg Nobel de Física (2008)
Empregador Universidade de Chicago, Universidade de Osaka, Universidade Ritsumeikan, Universidade de Tóquio
Causa da morte infarto agudo do miocárdio
Instituições Universidade de Tóquio (1942-1949), Universidade da Cidade de Osaka (1949-1952), Instituto de Estudos Avançados de Princeton (1952-1954), Universidade de Chicago (1954-)
Campo(s) Física

Yōichirō Nambu (南部 陽一郎 Nanbu Yōichirō?) (Fukui, 18 de janeiro de 1921 - Osaka, 5 de julho de 2015) foi um físico estadunidense nascido em Tóquio, Japão.[1] Conhecido por sua contribuição no campo da física teórica. Trabalhou na Universidade de Tóquio, foi professor emérito da Universidade de Chicago.[2]

Foi galardoado com o Nobel de Física, "pela descoberta do mecanismo da quebra espontânea de simetria na física subatômica" em 2008.[3]

Nambu e associados em 1996

Carreira em físicaEditar

Nambu propôs a "carga de cor" da cromodinâmica quântica,[4] tendo feito um trabalho inicial sobre quebra espontânea de simetria na física de partículas,[5] e tendo descoberto que o modelo de ressonância dupla poderia ser explicado como uma teoria da mecânica quântica de cordas.[6][7] Ele foi considerado um dos fundadores da teoria das cordas.[8] Depois de mais de cinquenta anos como professor, ele foi Henry Pratt Judson Distinguished Service Professor emérito no Departamento de Física da Universidade de Chicago e no Instituto Enrico Fermi.[9][10]

A ação Nambu-Goto na teoria das cordas tem o nome de Nambu e Tetsuo Goto. Além disso, bósons sem massa que surgem em teorias de campo com quebra espontânea de simetria são às vezes chamados de bósons de Nambu-Goldstone.[11][12]

MorteEditar

Nambu morreu em Osaka no dia 5 de julho de 2015, mas sua morte foi anunciada apenas no dia 17 de julho de 2015 pela Osaka University, onde ele também era professor.[13]

Referências

  1. «Yoichiro Nambu, Nobel-Winning Physicist, Dies at 94» (em inglês) 
  2. Japoneses e americano ganham Nobel por trabalhos em física subatômica
  3. The Nobel Prize in Physics 2008
  4. Serway, Raymond; Moses, Clement; Moyer, Curt (2004). «Elementary Particles». Modern Physics 3rd ed. [S.l.]: Thomson Learning. p. 577. ISBN 1111794375. Consultado em 19 de julho de 2015 – via Google Books 
  5. Xing, Zhizhong; Shun Zhou (2011). «Neutrinos within the Standard Model». Neutrinos in Particle Physics, Astronomy and Cosmology. [S.l.]: Zhejiang University Press. p. 23. ISBN 9783642175602. Consultado em 19 de julho de 2015 – via Google Books 
  6. Nambu, Y. (1970). "Quark model and the factorization of the Veneziano amplitude." In R. Chand (ed.), Symmetries and quark models (pp. 269–277). Singapore: World Scientific.
  7. Pesic, Peter (2014). «Unheard Harmonies». Music and the Making of Modern Science. [S.l.]: Massachusetts Institute of Technology Press. ISBN 9780262027274. Consultado em 19 de julho de 2015 – via Google Books 
  8. Jones, Andrew Zimmerman; Robbins, Daniel (2010). «Ten Notable String Theorists». String Theory for Dummies. Hoboken, New Jersey: Wiley Publishing. p. 347. ISBN 9780470595848. Consultado em 19 de julho de 2015 – via Google Books 
  9. «Yoichiro Nambu». The University of Chicago. Consultado em 19 de julho de 2015. Cópia arquivada em 6 de setembro de 2014 
  10. Narins, Brigham (2001). Notable Scientists from 1900 to the Present: N-S. [S.l.]: Gale Group. p. 1613. ISBN 9780787617554 
  11. Y. Nambu and G. Jona-Lasinio, Phys. Rev. 122, 345–358 (1961) doi:10.1103/PhysRev.122.345
  12. Y. Nambu and G. Jona-Lasinio, Phys. Rev.. 124, 246–254 (1961) doi:10.1103/PhysRev.124.246
  13. anonymous. «Yoichiro Nambu, Nobel-winning theoretical physicist, 1921-2015 | UChicago News». news.uchicago.edu. Consultado em 18 de julho de 2015. Arquivado do original em 18 de julho de 2015 

Ligações externasEditar


Precedido por
Arthur Wightman
Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática
1970
Sucedido por
Roger Penrose
Precedido por
Res Jost
Medalha Max Planck
1985
Sucedido por
Franz Wegner
Precedido por
Jakov Seldovich e Edward Witten
Medalha Dirac do ICTP
1986
com Alexander Polyakov
Sucedido por
Bryce DeWitt e Bruno Zumino
Precedido por
Benoît Mandelbrot
Prêmio Wolf de Física
1994/1995
com Vitaly Ginzburg
Sucedido por
John Archibald Wheeler
Precedido por
Albert Fert e Peter Grünberg
Nobel de Física
2008
com Makoto Kobayashi e Toshihide Maskawa
Sucedido por
Charles Kao, Willard Boyle e George Smith


  Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.