Abrir menu principal

Zé Antônio

futebolista brasileiro

{{Info/Futebolista | nome = Zé Antônio | imagem = | imagem_tamanho = | imagem_legenda = | nomecompleto = José Antônio Pereira | apelido = Zé Antônio, Zé do Galo | nascimento_data = 19 de março de 1984 (35 anos) | nascimento_cidade = Monte Azul Paulista (SP) | nascimento_país = Brasil | nacionalidade = brasileiro | altura = 1,80 m | peso = 83 kg | pé = [[Destro | actualclube = Figueirense | clubenumero = 5 | posição = Volante | jovemanos = 2002–2004 | jovemclubes = Botafogo-SP | ano = 2004
2004–2010
2007–2008
2008–2009
2009–2010
2011–2012
2012
2013
2013–2014
2015
2016
2016
2017
2017– | clubes = Botafogo-SP
Atlético Mineiro
BK Häcken (emp.)
Atlético Paranaense (emp.)
Sport (emp.)
Goiás
Portuguesa (emp.)
Botafogo-SP
Paysandu
América de Natal
Linense
Guarani
Linense
Figueirense | jogos(gols) = 0000 0000(0)
0038 0000(8)
0003 0000(0)
0017 0000(1)
0035 0000(3)
0026 0000(1)
0007 0000(0)
0018 0000(3)
0086 0000(7)
0027 0000(2)
0016 0000(2)
0008 0000(0)
0012 0000(1)
0117 0000(5) | anoselecao = | selecaonacional = | partidasselecao = | pcupdate = | tupdate = 18 de junho de 2019 | ntupdate = }} José Antônio Pereira, mais conhecido como Zé Antônio (Monte Azul Paulista, 19 de março de 1984), é um futebolista brasileiro que atua como volante. Atualmente, joga pelo Figueirense.

CarreiraEditar

InícioEditar

Revelado nas divisões de base do Botafogo-SP, rapidamente se destacou pela sua força física e seu chute forte, além da maestria na cobrança de falta.

Atlético MineiroEditar

Chegou no Atlético Mineiro em 2004, onde atuou até 2007, ano em que foi emprestado para o BK Häcken da Suécia. No clube mineiro, Zé fez 38 partidas e um total de 8 gols.

Athletico ParanaenseEditar

Zé Antônio foi emprestado para o Athletico Parananense para a temporada de 2008, e no fim dessa temporada foi contratado definitivamente para ajudar a equipe no próximo ano.

Sport RecifeEditar

Foi contratado pelo Sport, no segundo semestre de 2009, para a disputa da Série A, onde o clube acabou sendo rebaixamento. Zé Antonio teve seu vínculo renovado com a equipe pernambucana para disputar a segunda divisão do ano seguinte.

GoiásEditar

Em 2011, o jogador foi contratado pelo Goiás para a disputa da Série B do campeonato nacional.

Botafogo-SPEditar

No segundo semestre de 2012, o jogador paulista foi anunciado pelo Botafogo, de Ribeirão Preto, para ajudar a equipe na Copa Paulista, onde a equipe foi eliminada na segunda fase.

PortuguesaEditar

Logo depois da eliminação do Botafogo-SP na Copa Paulista, Zé foi emprestado para a Portuguesa para disputar a Série A e ajudar a evitar o rebaixamento da equipe paulista para a segunda divisão. A Portuguesa terminou o campeonato na 16º colocação, assim se mantendo na elite do campeonato nacional.

Botafogo-SPEditar

Acabando seu empréstimo com a Portuguesa, Zé Antônio volta para o Botafogo para a disputa da Série D. Nesse ano, o jogador completou 18 partidas e marcou 3 gols pela equipe.

PaysanduEditar

O Paysandu foi um dos times que o jogador teve a sua passagem mais longa, onde, em 2 anos, completou 86 jogos e marcou 7 gols.

América-RNEditar

No ano de 2015, Zé Antônio foi anunciado pelo América-RN, onde marcou 2 gols em 27 jogos.

Linense e GuaraniEditar

Zé foi contratado pelo Linense em 2016, onde jogou 16 partidas e marcou 2 gols. No mesmo ano, ele foi anunciado pelo Guarani onde jogou apenas 8 partidas. No próximo ano, em 2017, ele volta para o Linense onde joga mais 12 partidas e ainda marca um gol.

FigueirenseEditar

Zé Antônio foi contratado pelo Figueirense em 2017, onde viveu um dos momentos mais difíceis da história do clube catarinense. Chegou no ano em que o clube se transformou em um clube-empresa, onde no momento o projeto era muito tentador e com várias promessas e que nos anos seguintes não foram cumpridas. Zé conseguiu ajudar a evitar o rebaixamento da equipe para a terceira divisão, ficando em 12º colocado em 2017. O ano de 2018 começou muito bem, com o título estadual, onde o clube de Florianópolis ganhou de 2 a 0 da Chapecoense, na Arena Condá. O ano de 2018 foi bastante conturbado para o clube. Figueirense fez a sua pior campanha da história da competição ficando em 15º colocado, apenas 3 pontos na frente da zona de rebaixamento. O ano de 2019 foi ainda mais difícil, onde a empresa que cuidava do clube não estava cumprindo o que estava sob contrato, como ajuda financeira e ainda havia vários salários e outros pagamentos em atraso. Problemas, esses, que culminaram no W.O. da equipe em jogo válido pela Série B contra a equipe do Cuiabá.

TítulosEditar

Referências

Ligações externasEditar