Abrir menu principal
Zofia Kielan-Jaworowska
Conhecido(a) por Estudo de mamíferos do Mesozoico
Nascimento Zofia Kielan
25 de abril de 1925
Sokołów Podlaski
Morte 13 de março de 2015 (89 anos)
Varsóvia
Nacionalidade Polonesa
Alma mater Universidade de Varsóvia
Prêmios Medalha Romer-Simpson (1995)
Instituições Academia de Ciências da Polônia
Campo(s) Paleontologia

Zofia Kielan-Jaworowska (Sokołów Podlaski, 25 de abril de 1925 - Varsóvia, 13 de março de 2015) foi uma paleontóloga polonesa. Em meados da década de 1960 Kielan-Jaworowska liderou uma série de expedições paleontólogicas ao deserto de Gobi, Mongólia. Kielan-Jaworowska foi a primeira mulher a servir no comitê executivo da União Internacional de Ciências Geológicas.[1]

BiografiaEditar

Kielan-Jaworowska iniciou seus estudos logo após o término da Segunda Guerra Mundial, como o departamento de geologia da Universidade de Varsóvia tinha sido destruído em 1939, ela frequentou as aulas no apartamento de Roman Kozłowski.[2] Posteriormente ela tirou um mestrado em zoologia e o doutorado em paleontologia pela Universidade de Varsóvia, onde tornou-se professora. Casou-se com Zbigniew Jaworowski, professor de radiobiologia, em 1958.[1]

PaleontologiaEditar

Kielan-Jaworowska trabalhava no Instituto de Paleobiologia da Academia de Ciências da Polônia.[3] Ela ocupou inúmeros cargos em organizações de classe na Polônia e nos Estados Unidos, e foi a primeira mulher a integrar o comitê executivo da União Internacional de Ciências Geológicas, onde ocupou a vaga de vice-presidente de 1980 a 1989.[1] Foi também vice-presidente da International Paleontological Association de 1980 a 1992, e presidente do conselho científico do Instituto de Paleobiologia da Academia de Ciências da Polônia de 1996 a 1998, onde ingressou como membro em 1967.[3] Foi membro da Sociedade Geológica Polonesa, em Cracóvia, desde 1949, da Palaeontological Association do Reino Unido, da Academia Europaea desde 1991 e da Sociedade Norueguesa de Paleontologia desde 1987, onde ocupou o cargo de presidente entre 1989 e 1994.[3] Foi membro honorária da Sociedade Copérnico de Naturalistas Poloneses da Polônia, da Linnean Society do Reino Unido e da Sociedade de Paleontologia de Vertebrados dos Estados Unidos.[3] Foi também membro estrangeira da Academia Norueguesa de Literatura e Ciências desde 1989.[4]

Zofia Kielan-Jaworowska estudou invertebrados paleozoicos de 1949 a 1963, especialmente trilobitas do Devoniano e Ordoviciano da Europa Central (Polônia e República Checa) e poliquetas do Siluriano.[3] Entre 1961 e 1970, liderou expedições paleontológicas ao deserto de Gobi, na Mongólia. De 1963 até a sua morte se dedicou ao estudo de mamíferos do Mesozoico.[3] Também publicou trabalhos com répteis, incluindo dinossauros. Ela é autora do livro Hunting for Dinosaurs de 1974 e In pursuit of early mammals de 2013, e coautora do Mesozoic Mammals. The First Two-thirds of Mammalian History de 1979 e do Mammals from the Age of Dinosaurs de 2004.

Prêmios e honrariasEditar

  • Cruz de Oficial da Ordem da Polônia Restituta (1966)
  • Cruz de Comendador da Ordem da Polônia Restituta (1973)
  • Cruz da Revolta de Varsóvia (1985)
  • Doutorado honorário da Universidade de Camerino, Itália (1989)
  • Prêmio Alfred Jurzykowski da Fundação Kosciuszko, em Nova York (1994)
  • Walter Granger Memorial Award - Prêmio pela atividade na exploração paleontológica nos Estados Unidos (1988)
  • Medalha Romer-Simpson (1995) - a mais alta honraria concedida pela Sociedade de Paleontologia de Vertebrados nos Estados Unidos
  • Cruz do comandante com a estrela da Ordem da Polônia Restituta (2002)
  • Prêmio da Fundação para a Ciência Polonesa (2005)

PublicaçõesEditar

LivrosEditar

  • — (1974). Hunting for dinosaurs. Cambridge: MIT Press. 178 páginas. ISBN 0262610078 
  • Lillegraven, J.A.; —; Clemens, W.A. (eds.) (1979). Mesozoic Mammals. The First Two-thirds of Mammalian History. Berkeley: University of California Press. 321 páginas. ISBN 0520039513 
  • —; Cifelli, R.L.; Luo, Z.-X. (2004). Mammals from the age of dinosaurs. origins, evolution, and structure. Nova York: Columbia University Press. 700 páginas. ISBN 0-231-11918-6 
  • — (2013). In pursuit of early mammals. Bloomington, Indiana: Indiana University Press. 272 páginas. ISBN 978-0-253-00817-6 

PeriódicosEditar

  • — (1979). «Pelvic structure and nature of reproduction in Multituberculata». Nature. 277 (5695): 402–403. doi:10.1038/277402a0 
  • — (1980). «Absence of ptilodonoidean multituberculates in Asia and its paleogeographic implications». Lethaia. 13 (2): 169–175. doi:10.1111/j.1502-3931.1980.tb01047.x 
  • Fosse, G.; —; Skaale, S. G. (1985). «The microstructure of tooth enamel in multituberculate mammals». Palaeontology. 28: 435–449 
  • —; Presley, R.; Poplin, C. (1986). «Cranial vascular system in taeniolabidoid multituberculate mammals». Transactions of the Royal Society of London , B. Biological Sciences. 313 (1164): 525–602. doi:10.1098/rstb.1986.0055 
  • —; Dashzeveg, D.; Trofimov, B. A. (1987). «Early Cretaceous multituberculates from Asia and a comparison with British and North American Jurassic forms». Acta Palaeontologica Polonica. 32: 3–47 
  • —; Crompton, A. W.; Jenkins F. A. (1987). «The origin of egg laying mammals». Nature. 326 (6116): 871–873. doi:10.1038/326871a0 
  • Hopson, J. A.; —; Allin, E. F. (1989). «The cryptic jugal in multituberculates». Journal of Vertebrate Paleontology. 9 (2): 201–209. doi:10.1080/02724634.1989.10011754 
  • —; Nesov, L. A. (1990). «On the metatherian nature of the Deltatheroida, a sister group of the Marsupialia». Lethaia. 23 (1): 1–10. doi:10.1111/j.1502-3931.1990.tb01776.x 
  • —; Ensom, P. (1992). «Multituberculate mammals from the Purbeck Limestone Formation (Late Jurassic) of Southern England». Palaeontology. 36: 95–126 
  • Krause, D. W.; —; Bonaparte, J. F. (1992). «Ferugliotherium the first multituberculate from South America». Journal of Vertebrate Paleontology. 12 (3): 351–376. doi:10.1080/02724634.1992.10011465 
  • —; Ensom, P. C. (1994). «Tiny plagiaulacoid multituberculate mammals from the Purbeck Limestone Formation of Dorset, England». Palaeontology. 37: 17–31 
  • — (1997). «Characters of multituberculates neglected in phylogenetic analyses of early mammals». Lethaia. 29 (3): 249–266. doi:10.1111/j.1502-3931.1996.tb01658.x 
  • —; Cifelli, R.; Luo, Z. (1998). «Alleged Cretaceous placental from down under». Lethaia. 31 (3): 267–268. doi:10.1111/j.1502-3931.1998.tb00516.x 
  • Luo: Z.-X.; Cifelli, R. L.; — (2001). «Dual origin of tribosphenic mammals». Nature. 409 (6816): 53–57. PMID 11343108. doi:10.1038/35051023 
  • —; Hurum, J. H. (2001). «Phylogeny and systematics of multituberculate mammals». Palaeontology. 44 (3): 389–429. doi:10.1111/1475-4983.00185 

Referências

  1. a b c Ogilvie, Marilyn Bailey (2000). The biographical dictionary of women in science: pioneering lives from ancient times to the mid-20th century, Volume 1. [S.l.]: Taylor & Francis. 694 páginas. ISBN 978-0-415-92038-4 
  2. Zofia Kielan-Jaworowska: Mighty Mammals of Mesozoic Mongolia!, by Nick Crumpton ,at Trowelblazers.com; published August 27, 2014; retrieved August 30, 2014
  3. a b c d e f «Zofia KIELAN-JAWOROWSKA, Ph.D., Dr.Sc., Professor». Department of Evolutionary Paleobiology, Paleobiology Intitut. Consultado em 15 de março de 2015 
  4. «Gruppe 3: Geofag» (em norueguês). Norwegian Academy of Science and Letters. Consultado em 7 de outubro de 2010