À Ordem de César

"À ordem de César"[1] ou "Por ordem de César"[2] é uma canção de Natal tradicional portuguesa originária da região do Alto Douro.[2] Era cantada nas celebrações religiosas, por exemplo, na antiga freguesia de Freixo de Numão, no concelho de Vila Nova de Foz Coa no primeiro terço do século XX.[2]

Foi harmonizada pelo compositor português Fernando Lopes-Graça e incluída na sua Segunda Cantata do Natal, terminada em 1961.[3]

LetraEditar

 
William Bell Scott: Natividade (1872).

A letra da canção relata a história do nascimento de Jesus. Termina com uma exortação aos "ricos do mundo" para seguirem o exemplo de pobreza dada pelo Menino.

À ordem de César
Sai de Nazaré
A virgem Maria
Com santo José.

Chegam a Belém,
Não acham pousada.
Vão fora de portas
A fazer morada.

É chegado o tempo
De ela dar à luz.
A Virgem Maria,
A mãe de Jesus.

Envolto em panos,
Em palhas deitado,
No Santo presépio
Lá está recostado.

Ó ricos do Mundo
Pasmai em O ver!
O Senhor de tudo
Tão pobre nascer![1]

DiscografiaEditar

  • 1964Fernando Lopes-Graça Second Christmas Cantata. Coro da Academia de Amadores de Música. Decca / Valentim de Carvalho. Faixa 1.
  • 1979Fernando Lopes-Graça Segunda Cantata do Natal. Choral Phidellius. A Voz do Dono / Valentim de Carvalho. Faixa 1.
  • 2012Fernando Lopes-Graça Obra Coral a capella - Volume II. Lisboa Cantat. Numérica. Faixa 1.[3]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b Comsonante (2009). «À ORDEM DE CÉSAR» 
  2. a b c Costa, António Luís Pinto (1997). Alto Douro, terra de vinho e de gente. a vida quotidiana alto-duriense no primeiro terço do século XX 1 ed. [S.l.]: Edições Cosmos 
  3. a b Paula de Castro, Miguel Azguime, et al. «Segunda Cantata do Natal». Centro de Investigação & Informação da Música Portuguesa. Consultado em 7 de agosto de 2015