Álvaro García Linera

político boliviano, Ex-vice-presidente da Bolívia

Álvaro García Linera (Cochabamba, 19 de outubro de 1962) é um político boliviano. Foi vice-presidente da Bolívia de 2006 até 2019, eleito ao lado do presidente Evo Morales.

Álvaro García Linera
Álvaro García Linera Foto:Marcello Casal Jr/ABr
38.º Vice-presidente da Bolívia
Período 22 de janeiro de 2006
a 10 de novembro de 2019
Presidente Evo Morales
Antecessor(a) Carlos Mesa
Sucessor(a) David Choquehuanca
Dados pessoais
Nascimento 19 de outubro de 1962 (59 anos)
Cochabamba
Partido MAS

Linera é autor do livro A potência plebeia – ação coletiva e identidades indígenas, operárias e populares na Bolívia, sendo um destacado intelectual de seu país e do continente latino-americano. Com longa trajetória de militância e elaboração teórica, Linera busca construir um marxismo adaptado à realidade concreta boliviana e sul-americana, conciliando o pensamento materialista dialético clássico com uma série de influências indígenas e de outras matrizes do pensamento social.[1]

No ano 2016 foi revelado um caso em que ele supostamente não havia recebido um diploma académico. Ainda foi professor de Sociologia e Ciências Políticas da Universidad Mayor de San Andrés, em La Paz.[2]

Integra o grupo Comuna, responsável pela teorização do governo de Evo Morales. Recebeu o prêmio Agustín Cueva 2004, da Escola de Sociología e Ciências Políticas da Universidad Central del Ecuador.

No dia 10 de novembro de 2019, renunciou ao cargo de vice-presidente, logo após a renúncia do presidente Evo Morales.[3]


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias

Referências

  Este artigo sobre um político é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.