Abrir menu principal
Álvaro de Carvalho
Capitão de Mazagão
Período 1551 - 1562
Antecessor Tristão de Ataíde
Sucessor Rui de Sousa de Carvalho
Dados pessoais
Nascimento c. 1500
Progenitores Mãe: D. Maria de Távora
Pai: Pedro Álvares de Carvalho, senhor do morgado de Carvalho

Álvaro de Carvalho, ou Álvaro Pires de Carvalho, Senhor do Morgado de Carvalho, foi capitão de Alcácer-Ceguer e de Mazagão.

Álvaro de Carvalho era filho primogénito de Pedro Álvares de Carvalho, senhor do Morgado de Carvalho (e capitão de Alcácer-Ceguer), e de D. Maria de Távora, filha de D. Martinho de Távora, que também foi capitão de Alcácer-Ceguer.

Índice

Capitão de AlcácerEditar

Álvaro foi capitão de Alcácer-Ceguer durante 4 anos, de 1545 a 1549, sucedendo a seu pai. A Pedatura Lusitana acrescenta que governou essa praça «até que elle (o rei D. João III) o mandou sair quando se largou e foi o ultimo que ella teve, e dahi passou a Mazagão em satisfação de Alcacer»[1] . Em certas listas encontram-se os nomes de Bernardim de Carvalho, seu irmão, e de Rui Dias de Sousa como últimos capitães, mas Alcácer foi abandonada entre fins de 1549 e 1550, se Bernardim e Rui Dias governaram em 1550 foi pouco pouco tempo.

Capitão de MazagãoEditar

Encontramos Álvaro de Carvalho como capitão de Mazagão em substituição de Tristão de Ataíde, logo o ano de 1551. «Fez muitos serviços e ElRei D. J.° o 3.°[2]» nessa praça até 1561, ano em que possivelmente volta a Portugal para tratar de alguns assuntos, e deixa na praça como capitão interino seu irmão Rui de Sousa de Carvalho.

Grande cerco de MazagãoEditar

Pouco mais tarde o Xarife Abdalá Algalibe, decide apoderar-se de Mazagão, e aí envia seu filho Mulei Mohammed com uma armada de cerca de cento e cinquenta mil homens, que põem o cerco a vila a partir de fevereiro de 1562.

Rui de Sousa vendo a multidão, recusa a proposta do Xarife de abandonar a praça e pede socorro à metrópole. O cerco começa, as diferentes batalhas fazem muitos mortos e feridos e a 24 de Março chega Álvaro à praça com uma armada.

Em 24 de Abril Rui de Sousa é gravemente ferido e queimado, mas continua a luta.

Em 7 de Maio os mouros levantam o cerco, onde morreram mais de vinte e cinco mil mouros e cento e dezassete portugueses.

Feridos e queimados portugueses, que sobreviveram, foram duzentos e sessenta. De Álvaro a Pedatura Lusitana diz o seguinte: "assistiu no grande cerco que lhe pos o Xarife (...) no qual cerco mostrou muito valor e prudencia». [3]

Parece que depois do cerco, nesse mesmo ano de 1562, Álvaro voltou para Portugal, deixando seu irmão Rui de Sousa, governar, sendo este substituído pouco depois.

GenealogiaEditar

Álvaro era filho e irmão de outros capitães de Marrocos. Seu pai governou Alcácer, seu irmão Rui de Sousa, Mazagão e Tânger; um outro irmão, Bernardim de Carvalho, Alcácer, Tânger e Mazagão.

Não ficou por aí a "dinastia": casou Álvaro com D. Maria de Gusmão sua prima filha de Diogo de Sepúlveda e de sua mulher D. Constança de Távora da qual teve:

Pedro Álvares que também foi capitão de Mazagão (1572-1574), Gil Fernandes de Carvalho, que foi capitão de Mazagão entre 1574-1577 e em 1586; Bernardim de Carvalho «que serviu bem na India e lá o matou uma onça s.g.»[4]; D. Joana de Gusmão mulher de D. Fernando Henrique de Faro e D. Constança que morreu menina.


Notas

  1. Pedatura lusitana (nobiliário de famílias de Portugal). Por Cristovão Alão de Morais. Pub. Alexandre António Pereira de Miranda Vasconcellos, António Augusto Ferreira da Cruz, Eugenio Eduardo Andrea da Cunha e Freitas. - Porto : Livr. Fernando Machado, 1943-1948.
  2. ibid.
  3. Este cerco foi relatado por Agostinho Gavy de Mendonça na sua Historia do famoso cerco, que o xarife pos a fortaleza da Mazagam deffendido pello valeroso capitam mór della Alvaro de Carvalho Reynando neste Reyno a Serenissima Raynha Dona Catherina Primeira do Nome em Portugal, de Agostinho de Gavy de Mendonça. Lisboa. Casa de Vicente Alvarez. 1607.
  4. Pedatura....
Precedido por
Pedro Álvares de Carvalho
Capitão de Alcácer-Ceguer
1545 - 1549
Sucedido por
Bernardim de Carvalho
Precedido por
Tristão de Ataíde
Capitão de Mazagão
15511561 & 1562
Sucedido por
Rui de Sousa de Carvalho