Índios do Acaú foi uma escola de samba da cidade do Rio de Janeiro. Com sede no bairro do Engenho Novo, participava do grupo principal (na época único) do Carnaval carioca, disputando com as grandes escolas.

HistóriaEditar

Foi sexta colocada, em 1950, pela FBES[1] e oitava em 1951 pela mesma FBES.[2],teve como presidente o Sr Jorge Nabte e como seu abre-alas na época a depois famosa Clementina de Jesus, moradora da Rua Acaú 44.

Em 1952 o concurso não foi realizado,[3] terminando a escola em 16º lugar em 1953 com o enredo "Os grandes vultos da nossa história"[4]

Oitava em 1954, com o enredo "O Guarani",[5] em 1955 foi 17ª colocada com o enredo "A Marquesa de Santos",[6] sendo rebaixada para o Grupo de acesso, onde foi nona em 1956 com o enredo "Descoberta do Brasil".[7]

Após isso, não mais desfilou, sendo extinta, após sete anos de participação nos desfiles oficiais.

Referências

  1. Site Academia do Samba. «Resultados do Carnaval 1950» 
  2. Site Academia do Samba. «Resultados do Carnaval 1951 FBES». Consultado em 26 de dezembro de 2009 
  3. Site Academia do Samba. «Resultados do Carnaval 1952». Consultado em 26 de dezembro de 2009 
  4. Site Academia do Samba. «Resultados do Carnaval 1953». Consultado em 26 de dezembro de 2009 
  5. Site Academia do Samba. «Resultados do Carnaval 1954» 
  6. Site Academia do Samba. «Resultados do Carnaval 1955». Consultado em 26 de dezembro de 2009 
  7. Site Academia do Samba. «Resultados do Carnaval 1956». Consultado em 26 de dezembro de 2009