Abrir menu principal
Cartaz da programação de Patience (1881)

Ópera Savoy era um estilo de ópera cômica que se desenvolveu na Inglaterra vitoriana, no final do século 19, com W. S. Gilbert e Arthur Sullivan como os praticantes originais e mais bem sucedidos. O nome é derivado do Savoy Theatre, que o empresário Richard D'Oyly Carte construiu para abrigar as obras de Gilbert e Sullivan, e mais tarde, de outras equipes de compositores-liberistas. A grande maioria das óperas savoy que não era da dupla, não conseguiu alcançar uma posição no repertório standard, ou desapareceram ao longo dos anos, deixando o termo "Ópera Savoy", como praticamente sinônimo de Gilbert e Sullivan. As óperas Savoy (em ambos os sentidos) foram influências seminais sobre a criação do musical moderna.

Gilbert, Sullivan, Carte e outros compositores britânicos, libretistas e produtores da era vitoriana, bem como a imprensa britânica contemporânea e literária, chamou seus trabalhos de "óperas cômicas" para distinguir o seu conteúdo e estilo das frequentes operetas risqué da Europa continental que desejavam se afastar. A maior parte da literatura publicada sobre Gilbert e Sullivan do seu tempo, refere-se a suas obras como "Savoy Óperas", "óperas cômicas", ou ambos.[1] No entanto, a Penguin Opera Guides e muitos outros dicionários e enciclopédias de música geralmente classificam os trabalhso de Gilbert e Sullivan como operetas.[2]

Patience (1881), foi a primeira ópera a abrir no Savoy e é então considerada a primeira "Ópera Savoy".

Referências

  1. *The Sorcerer: a "Modern Comic Opera" *H.M.S. Pinafore: a "Nautical Comic Opera" *The Pirates of Penzance: a "Melo-Dramatic Opera" *Patience: an "Aesthetic Opera" *Iolanthe: a "Fairy Opera" *Princess Ida: "A respectful Operatic Perversion of Tennyson's Princess" *The Mikado: a "Japanese Opera" *Ruddygore: a "Supernatural Opera" *The Yeomen of the Guard: an "Opera" *The Gondoliers: a "Comic Opera" *Utopia, Limited, a "Comic Opera" *The Grand Duke: a "Comic Opera"
  2. The New Penguin Opera Guide, ed. Amanda Holden, Penguin Books, Londres 2001 e The Penguin Concise Guide to Opera, ed. Amanda Holden, Penguin Books, Londres 200
  Este artigo sobre ópera é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.