A Tragédia de um Povo

(Redirecionado de A tragédia de um povo)

A tragédia de um povo (título completo: A tragédia de um povo, a Revolução Russa de 1891-1924, em inglês: A People's Tragedy: The Russian Revolution: 1891–1924) é um livro premiado escrito pelo historiador britânico Orlando Figes. Publicado pela primeira vez em 1996, narra a história da Rússia no periodo de 1891 – 1924.

Figes começa com um esboço detalhado do regime czarista e os seus pontos fracos, no final do século XIX, e conclui com a morte de Lenin, em 1924, quando "os elementos básicos do regime stalinista - o partido unico, o sistema do terror e o culto da personalidade - estavam todos implementados ". O livro apresenta uma síntese dos vários pontos de vista sobre a revolução, intercaladas com documentos pessoais de testemunhas e participantes, e uma análise clara das forças pessoais e momentos históricos do período. Ele traça retratos penetrantes dos principais personagens, como czar Nicolau II, o primeiro-ministro Aleksandr Kerenski e os líderes revolucionários Lênin e Trotsky. Contando o sofrimento indescritível do povo russo, pela fome, e pela brutal guerra civil.[1][2] Em 2008, o Times Literary Supplement listou-o como um dos "cem livros mais influentes desde a Segunda Guerra Mundial". Eric Hobsbawm, revisando o livro, chamou-o de uma "obra muito impressionante de escrita histórica".[3]

EnredoEditar

Incomparável no alcance e fervilhando de drama humano, a Tragédia de um Povo começa por traçar um panorama da sociedade russa, desde o mundo recluso dos czares à vida brutal das massas no campo. A Tragédia de um Povo acompanha o percurso de trabalhadores, soldados, intelectuais e camponeses à medida que o seu mundo é consumido pela revolução e degenera em violência e ditadura.

Baseado em vasta pesquisa histórica, Figes demonstra acima de tudo que a revolução foi uma experiência chocante para quem a viveu, e conta com clareza e persuasão a forma e as razões de assim ter sido.

Ilustrado com mais de 100 fotografias e incluindo um prefácio à edição do centésimo aniversário que aborda a questão do legado da revolução. A Tragédia de um Povo é o registo magistral e inultrapassavel de um dos acontecimentos mais marcantes da história moderna.

PrémiosEditar

  • "Wolfson History Prize",
  • "WH Smith Literary Award",
  • "NCR Book Award",
  • "Longman-History Today Awards" e o
  • "Los Angeles Times Book Prize".

LiteraturaEditar

  • Figes, Orlando (1996). "A People's Tragedy: The Russian Revolution: 1891-1924". Londres: Jonathan Cape. 923 páginas. ISBN 0-224-04162-2 
  • Figes, Orlando (1997). "A People's Tragedy: A History of the Russian Revolution". New York: Viking. 60 páginas. ISBN 0-670-85916-8 

Referências

  1. Figes, Orlando (1996). A Tragedia de um Povo. Londres: Jonathan Cape. ISBN 978-0712673273 
  2. Miner, Steven Merritt (1997). «A Revolution Doomed From the Start». Books. The New York Times Company. Consultado em 12 de maio de 2018 
  3. Hobsbawm, Eric (31 de outubro de 1996). «Out of the Great Dark Whale». A People’s Tragedy: The Russian Revolution 1891-1924. London Review of Books. Consultado em 12 de maio de 2018 
  Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.