Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde novembro de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Abdul Aziz al-Hakim
سید عبدالعزيز الحكيم
al-Hakin em dezembro de 2006
Nome completo Sayyed Abdul Aziz al-Hakim
Nascimento 11 de fevereiro de 1950
Najaf
Morte 26 de Agosto de 2009
Bagdá
Nacionalidade iraquiano
Ocupação Líder político e religioso
Cargo Líder da Assembléia Suprema Islâmica do Iraque (2005-2009)
Escola/tradição xiismo

Abdul Aziz al-Hakim (árabe: سید عبدالعزيز الحكيم) (Najaf, 11 de fevereiro de 1950 - Bagdá, 26 de Agosto de 2009), foi um teólogo e político iraquiano, que após o queda do presidente iraquiano, Saddam Hussein tornou-se o principal líder da Assembléia Suprema Islâmica do Iraque, o maior partido político do Conselho de Representantes daquele país.

BiografiaEditar

Filho do Aiatolá Mushin al-Halkin, que foi o líder máximo do ramo xiita do Islã, durante muitos anos. Recebeu educação religiosa e participou desde jovem da oposição à ditadura do partido Baaz.

Por conta das atividades políticas foi preso em 1972, 1977 (ano em que participou da revolta popular xiita) e em 1979. Teve que fugir para o estrangeiro em 1974 e em 1982 foi um dos fundadores da Assembléia Suprema para a Revolução Islâmica no Iraque, a partir de seu exílio no Irã.

Abdul Aziz Al Hakim dirigiu o braço armado do partido, a Brigada Badr; regressou ao país logo após a Invasão americana do Iraque de 2003. Converteu-se em líder do partido após o assassinato de seu irmão, Mohamed Baqir Al-Hakim.

Graças à importância do seu partido, al-Hakin é um dos políticos mais poderosos do país, uma vez que o próprio governo de Nuri al-Maliki depende de seu apoio.

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Abdul Aziz al-Hakim
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.