Abertura de Guilherme Tell

A William Tell Overture (abertura de Guilherme Tell) é a abertura da ópera Guilherme Tell (título original em francês Guillaume Tell), cuja música foi composta pelo compositor italiano Gioachino Rossini. William Tell estreou em 1829 e foi a última das 39 óperas de Rossini, depois da qual ele entrou em semi-aposentadoria (ele continuou a compor cantatas, música sacra e secular, música vocal). A abertura faz-se em quatro partes, sem pausa entre elas.

Rossini retratado em 1828, ano em que começou a compor William Tell

Houve uso repetitivo (e, às vezes, paródias) desta peça de abertura na música clássica e popular, sendo a mais famosa a música tema de The Lone Ranger em rádio, televisão e cinema.[1] Duas partes diferentes também foram usadas, como a música tema para a série de televisão Britânica The Adventures of William Tell, a quarta parte (popularmente identificadas nos EUA com O Lone Ranger) no Reino Unido.

Franz Liszt preparou uma transcrição para piano da abertura em 1838 (S. 552).[2] Há também transcrições por outros compositores, incluindo versões de Louis Gottschalk para dois e quatro pianos, e um dueto de piano e violino.[3]

EstruturaEditar

A abertura, que dura aproximadamente 12 minutos, pinta um quadro musical da vida nos Alpes Suíços, o cenário da ópera.[4] Ele foi descrito por Hector Berlioz, que normalmente odiava as obras de Rossini, como "uma sinfonia em quatro partes."[5] Mas, ao contrário de uma real sinfonia com seus movimentos distintos, a Abertura transita de um para outro, sem interrupção.

EscutarEditar

Uma versão da abertura.

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Referências

  1. Studwell, William Emmett (1997). The Americana Song Reader. Routledge, pp. 90–91. ISBN 0-7890-0150-0
  2. Hamilton, Kenneth (2005). The Cambridge Companion to Liszt. Cambridge University Press, p. 82. ISBN 0-521-62204-2
  3. Starr, S. Frederick (2000). Louis Moreau Gottschalk. University of Illinois Press, pp. 84 and 180. ISBN 0-252-06876-9
  4. Kinscella, Hazel Gertrude (1941/2005). Music and Romance. Kessinger Publishing, pp. 389–390. ISBN 1-4179-9594-7.
  5. Rous, Samuel Holland (1921). The Victrola Book of the Opera 6th Edition. Victor Talking Machine Company, p. 426.

Ligações externasEditar