Abrir menu principal
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde agosto de 2018).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Sede da Academia Internacional de Cinema (AIC) - São Paulo SP
Sede da Academia Internacional de Cinema (AIC) - São Paulo SP

A Academia Internacional de Cinema (AIC) é uma escola de cinema com sedes em São Paulo e Rio de Janeiro. A escola oferece cursos livres, oficinas especializadas e cursos de férias nas mais diversas áreas da realização cinematográfica e audiovisual, além do curso técnico em direção cinematográfica (Filmworks[1]) reconhecido pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo [2] e pela Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro.

Índice

HISTÓRICOEditar

 
Sede da Academia Internacional de Cinema (AIC) - Rio de Janeiro RJ

Fundada no dia 5 de agosto de 2004, inicialmente em Curitiba, PR, em janeiro de 2006 a AIC transferiu sua sede para São Paulo, em um casarão da década de 1920, no bairro de Higienópolis. A opção pela mudança de estado se deu em função de que a maioria dos alunos e professores vinham de outros estados, principalmente de São Paulo, onde não havia escolas voltadas para a formação prática, com o perfil da AIC. A instituição viu em São Paulo seu espaço natural. Em pouco tempo, formou uma comunidade vibrante de professores, alunos e colaboradores. Mais de 2300 filmes[3] já foram produzidos por seus alunos em seus cursos, muitos deles selecionados e premiados em mostras e festivais nacionais e internacionais, fortalecendo a tradição artística e cultural da escola[4][5][6][7][8][9].

Retrospectiva de 2004 a 2016

Em 2004 a Academia Internacional de Cinema abre suas portas em Curitiba, PR, (sob o nome Academia Internacional de Cinema de Curitiba), no dia 5 de agosto de 2004, com uma aula inaugural do diretor e fotógrafo Carlos Ebert, e o fotógrafo polonês Grzegorz Kedzierski, professor da renomada escola de cinema de Lódz, integra o corpo docente. 65 alunos ávidos por aprender cinema na prática vêm de diversas partes do país para formar as primeiras turmas do curso Filmworks, curso com com duração de 2 anos. Em sua primeira leva de filmes, os alunos produzem autorretratos e curtas-metragens que até hoje habitam a memória coletiva de todos que viveram aquele momento pioneiro da AIC.

Em 2005 mais filmes – em diversos gêneros – são realizados ao longo do ano. A AIC realiza uma mostra competitiva na Cinemateca de Curitiba que dará origem futuramente ao festival que hoje é conhecido como Filmworks Film Festival, premiando os melhores trabalhos produzidos pelos alunos. Entre os palestrantes estão o documentarista americano Henry Breitose, o diretor sueco Mikael Wistrom e o diretor e editor brasileiro Felipe Lacerda. Alunos visitam o Festival de Gramado, onde realizam, com o videomaker alemão Tobias Kohl, uma intervenção visual usando adesivos e gravando a experiência. Outros cursos são inaugurados, como o Intensivo de Férias (o atual Cinema Férias) que hoje continua a atrair alunos de vários estados do país nas férias de verão e de inverno.

Em 2006 a AIC desembarca em São Paulo e transfere sua sede para o atual casarão histórico em que hoje se localiza em São Paulo, que conta também com um estúdio. Passa a ser denominada Academia Internacional de Cinema e realiza uma Open House que abre o ano letivo com palestras abertas ao público, que dará origem à Semana de Orientação. Abre-se também a primeira turma do curso de Documentário. Com a formatura da primeira turma do Filmworks em Curitiba, encerra-se o ciclo na cidade, e os profissionais formados pelo curso começam a movimentar produções locais e em seus estados de origem.

O ano de 2007 começa com uma Semana de Orientação histórica, que reuniu alguns dos melhores diretores e profissionais de cinema da America Latina, com filas de dar volta na quadra para a palestra a diretora argentina Lucrecia Martel, que acabou dando uma palestra extra no mesmo dia, e com palestras de grandes cineastas brasileiros: Philippe Barcinski, Karim Aïnouz, Lili Caffe, Paulo Morelli, Jefferson D, Lina Chamie, Rogério Guidette, Felipe Lacerda, Katia Coelho, Andrea Tonacci, Jorge Bodanzky. A AIC passa cada vez mais a fazer parte da comunidade de cinema nacional, através de seus professores – profissionais atuantes no mercado—, e de seus alunos, que começam a integrar esse mercado e a ver seus filmes selecionados em festivais.

Em 2008 o Filmworks torna-se curso técnico e é o primeiro curso nesses moldes no Brasil. Em 2010 acontece a primeira edição do Filmworks Film Festival, festival de cinema exclusivo para alunos da AIC. Em 2011 o videomaker francês Vincent Moon ministra na AIC o workshop que resulta no vídeo “Temporary São Paulo”.

Em 2012[10] acontece a primeira Semana de Cinema e Mercado, uma série de palestras dedicadas ao business do cinema: produção, distribuição, festivais e tecnologia. A edição conta com palestras de Mini Kerti, André Sturm, Lucio Kodato, Daniela Pfeiffer e Laura Fazolli. Entre os sucessos de alunos, “Inspiração”, curta-metragem produzido pela Locomotiva Filmes, produtora criada por ex-alunos da AIC, vence o Make it Short, concurso lançado pelo ator Antonio Banderas no México. “Irene[11]”, curta de graduação de alunos da AIC, ganha mais de 10 prêmios nacionais e internacionais, incluindo Melhor Filme no Barcelona G&L Film Festival e Melhor Diretor Estreante no Entretodos – Festival de Curtas de Direitos Humanos.

Em 2013[12] cursos de formação profissional com duração de um ano são criados e filmes de alunos seguem circulando em festivais nacionais e internacionais, e conquistando prêmios importantes, como o prêmio de melhor ficção para “Antes de Palavras” no Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba. Por “Arthur e o Infinito[13]”, exibido em mais de 27 cidades pelo país, a diretora – aluna da AIC – recebe a Medalha de Mérito Autista, concedida pela Fundação Mundo Azul.

Em 2014[14] a AIC comemora 10 ANOS com mais de 2000 curtas 2000 produzidos por seus alunos e em 2015[15] inaugura sua unidade no Rio de Janeiro, num casarão histórico em Botafogo restaurado para abrigar a escola. A AIC São Paulo é convidada por Giorgio Armani e pela televisão italiana RAI para a segunda edição do projeto Films of City Frames[16], ao lado de outras três escolas internacionais (de Turim, Sidney e Seul) – o aluno vencedor de cada escola teve seu roteiro produzido e levou pessoalmente seu filme ao BFI London Film Festival[17], numa exibição apresentada por Helen Mirren.

Em 2016[18] a Semana de Orientação traz os diretores Fernando Coimbra, Gabriel Mascaro, Evaldo Mocarzel (SP), Anita Rocha da Silveira, José Henrique Fonseca e o roteirista George Moura (RJ). A AIC-RJ inaugura o curso de Roteiro de Humor, com aula aberta via Facebook Live com os roteiristas do Casseta e Planeta (Helio de La Peña) e do Zorra (Gabriela Amaral, Haroldo Mourão e Ricardo Sarkis Alves). Lauro Escorel vem ao curso de Direção de Fotografia (SP). O produtor Rodrigo Teixeira conversa com alunos nas duas unidades – acompanhado no Rio pelo roteirista e produtor americano James Schamus. O animador brasileiro de Tim Burton, Matias Liebrecht, dá um workshop (SP e RJ). Maria Bopp, ex-aluna do curso de Interpretação para Cinema protagoniza a série Bruna Surfistinha. São muitos e muitos os festivais com presença de alunos da AIC. 


EVENTOSEditar

Todos os anos, a Academia Internacional de Cinema realiza diversas exibições e palestras abertas ao público, bem como aulas especiais com reconhecidos cineastas nacionais e internacionais, dando continuidade a uma série de discussões sobre o cinema contemporâneo, sobre o fazer cinema [19][20][21].

  • Semana de Orientação: uma semana inteira de exibições de filmes e palestras com cineastas convidados, brasileiros e internacionais, que inaugura o ano letivo.
  • Semana Cinema e Mercado: uma semana de palestras e mesas redondas com profissionais que movimentam o mercado audiovisual: produtores executivos, distribuidores, representantes de empresas de equipamentos e tecnologia. Abre o segundo semestre do Filmworks – o Curso Técnico de Direção Cinematográfica.
  • Ciclo de 10: uma mostra em sala especializada de cinema dos 10 melhores filmes produzidos por alunos do Filmworks durante o ano, geralmente realizada no MIS – Museu da Imagem e do Som.
  • Filmworks Film Festival: cerca de 20 filmes concorrem anualmente em diversas categorias técnicas e criativas, incluindo Melhor Filme. Os filmes são avaliados por um júri composto por diretores, produtores e jornalistas convidados, e os vencedores recebem prêmios.
  • Palestras e aulas especiais: uma programação contínua ao longo do ano, com cineastas nacionais e internacionais convidados, produtores, técnicos, distribuidores, e diversas empresas e profissionais de cinema.
  • Mostra Documentário: realizada duas vezes por ano, exibição dos documentários produzidos por alunos ao longo do curso de Documentário. Os filmes são exibidos em sala especializada de cinema.


CURSOSEditar

A AIC possui uma grade composta por diversos cursos que cobrem todo o processo de produção audiovisual, da concepção à distribuição de filmes, nas áreas de direção, produção, roteiro, edição, atuação, fotografia, arte, som documentário e teoria do cinema. Com diferentes durações e tipos de certificação a escola possui cursos de: Formação Profissional: cursos técnicos com formação profissional, dois anos de duração e maior aprofundamento artístico e técnico; Formação Livre: com duração aproximada de 8 meses, aprofundam os conteúdos teóricos e práticos em áreas específicas do cinema; Cursos Semestrais, com diferentes formatos e duração, com turmas novas a cada semestre; Cursos de Férias, com durabilidade que vão de uma semana a um mês, com aulas intensivas durante os meses de férias (janeiro e julho); Workshops com profissionais reconhecidos do audiovisual, duração entre 1 a 3 dias; Cursos de Cinema Online para quem não está nos grandes centros e quer estudar a distância e; Cursos InCompany: montados para atender necessidades específicas de cada empresa, já fez treinamentos em algumas das maiores produtoras e emissoras do país. 

Referências

  1. http://aicinema.com.br/curso/filmworks/
  2. Diário Oficial - DOE de 24 de junho de 2008 nº115 – seção I – pág. 48 - DOE de 8 de julho de 2008 – página 24 - http://www.educacao.sp.gov.br/
  3. http://aicinema.com.br/aic/
  4. http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2013/04/1264955-fui-tragado-pela-violencia-diz-cineasta-vencedor-do-e-tudo-verdade.shtml
  5. http://aicinema.com.br/category/news/alunos-no-mercado/
  6. http://www.aterrodoc.com/chi-7%C2%B0-cine-otro/
  7. http://www.locomotivafilmes.com/?portfolio=gui-ashcar-2[ligação inativa]
  8. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de abril de 2013. Arquivado do original em 8 de janeiro de 2015 
  9. http://36.mostra.org/filme/373975/antes-do-fim-mundo
  10. «Retrospectiva 2012 | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 21 de dezembro de 2012 
  11. «ALUNOS NOS FESTIVAIS: FOI ASSIM COM "IRENE" | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 3 de junho de 2013 
  12. «2013 - Um Ano de Muito Sucesso | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 17 de dezembro de 2013 
  13. «Arthur e o Infinito é exibido em diversas cidades e ganha medalha de mérito no Rio de Janeiro | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 21 de novembro de 2013 
  14. «Retrospectiva 2014 | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 23 de dezembro de 2014 
  15. «Retrospectiva 2015 - Academia Internacional de Cinema | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 12 de dezembro de 2015 
  16. «Aluna dirige curta para o projeto Films Of City Frames, de Giorgio Armani | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 15 de julho de 2015 
  17. «Legado estreia no BFI London Film Festival | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 22 de outubro de 2015 
  18. «RETROSPECTIVA 2016 | Academia Internacional de Cinema (AIC) - Escola de Cinema - RJ - SP». Academia Internacional de Cinema (AIC). 10 de dezembro de 2016 
  19. http://guia.folha.uol.com.br/cinema/ult10044u867354.shtml
  20. http://www.papodecinema.com.br/noticias/academia-internacional-de-cinema-recebe-importantes-profissionais-do-mercado
  21. «Cópia arquivada». Consultado em 25 de abril de 2013. Arquivado do original em 9 de dezembro de 2014