Abrir menu principal

Acatalepsia (em grego antigo: α̉-καταλαμβάνειν acatalepsia) em filosofia, é a incompreensão ou a impossibilidade de compreender ou conceber uma coisa [1] Os pirrônicos tentaram mostrar, enquanto céticos da Academia Platônica uma acatalepsia absoluta; todas ciências ou conhecimentos humanos, de acordo com eles, não vão além das aparências e verossimilhança.[1] Na Antiguidade, doutrina dos filósofos céticos, segundo a qual o conhecimento humano não passa de probabilidade e nunca chega à certeza; adiaforia, adiaforismo.

É a antítese da doutrina estoica de catalepsia ou apreensão.[2] Segundo os estoicos, a catalepsia era a verdadeira percepção, mas para os céticos, todas as percepções eram acatalépticas, ou seja, não tinham nenhuma conformidade com os objetos percebidos, ou, se suportavam qualquer conformidade, nunca poderias ser conhecidos.[2]

Veja tambémEditar

Referências

  1. a b   Este artigo incorpora conteúdo da edição de 1728 da Cyclopaedia, uma publicação agora em domínio público.
  2. a b George Henry Lewes, 1863, The biographical history of philosophy, Volume 1, page 297