Agares (ou Agreas[1]) é a segunda entidade de uma lista de 72 descritas pela primeira vez na Arte da Goécia, excerto de um grimório medieval conhecido como A Chave Menor de Salomão.

Agares segundo Collin de Plancy no «Dictionnaire infernal», Paris, 1863.
Selo de Agares

Agares, segundo o excerto, é um duque (ou grão-duque[2]) na hierarquia infernal, e manda nas partes orientais do inferno e em 31 legiões de demônios. É representado como um ancião decrépito e mau-encarado, montado num crocodilo e com um falcão pousado no punho,[3][4] sendo esta a forma que o goécio assume quando se manifesta fisicamente nas evocações.

Agares supostamente tem o poder de causar terremotos, de conceder a capacidade de encontrar pessoas fugitivas e o dom de línguas, sentindo particular prazer na hora de ensinar expressões pejorativas, imorais e proibidas; também tem o poder de destituir dignidades, tanto temporais quanto sobrenaturais.[3][4]

Entre as possíveis origens deste ser, antes de sua aparição como um daemon na Goécia, pode ser citada a etimologia de Agares como "filho de Agar" ou "filho da estrangeira". Na bíblia, Agar ou Hagar é a serva egípcia de Sara, que tem um filho com Abraão chamado Ismael. Posteriormente Sara (que era estéril) milagrosamente dá à luz Isaque, causando a expulsão de Agar e seu filho Ismael para o deserto[5].

Outras associações podem incluir os diversos Agreus da mitologia (e principalmente o herói, que em algumas ilustrações é visto montando um crocodilo), a estrela Algol (Beta Persei) e a criatura Ghoul, com suas características de rapidez, agitação, intensidade[6]. O crocodilo sobre o qual Agares monta pode estar relacionado às águas do Nilo, indicando sua possível origem egípcia[7].

Ver tambémEditar

ReferenciasEditar

  1. Mathers, Samuel. «The Lesser Key of Solomon: Goetia». SHEMHAMPHORASH. Consultado em 19 de fevereiro de 2008 
  2. Collin de Plancy, Thomas. «Dictionnaire Infernal». Consultado em 19 de fevereiro de 2008 
  3. a b Peterson, Joseph. «Lemegeton Clavicula Salomonis, or Lesser Key of Solomon». Ars Goetia. Consultado em 15 de abril de 2007 
  4. a b Weyer, Johann. «De praestigiis daemonum». Pseudomonarchia Daemonum. Consultado em 15 de abril de 2007 
  5. PAULUS, Editora (2002). Bíblia de Jerusalém. Brasil: Paulus 
  6. XAOZ, Projeto (2019). Liber Genius. Rio de Janeiro: Bonecker. ISBN 9788570770479 
  7. DAEMONS, Projeto. «Projeto Daemons - Agares» 


FontesEditar