Aglutinação (biologia)

reação de um anticorpo presente naturalmente ou produzido no plasma

A aglutinação é a reação de um anticorpo presente naturalmente ou produzido no plasma - a aglutinina - com determinados antígenos na membrana das hemácias - o aglutinogênio - formando um aglomeramento de pequenas massas de células.

Essa reação pode ser usada para identificar o tipo sanguíneo de uma pessoa e possui consequências quando são realizadas transfusões sanguíneas. Como um indivíduo pode conter ou não antígenos em suas hemácias, o processo de aglutinação ocorrerá quando o sangue do doador tenha um antígeno que não esteja presente no sangue do receptor. Neste caso, o sistema imune reconhecerá esse corpo estranho e reagirá, aglutinando as hemácias, podendo levar a morte.

Porém, no caso em que o sangue doado - mesmo sendo diferente do receptor,– não possua antígenos (como o tipo sanguíneo O) não haverá aglutinação, pois não há o que ser reconhecido pelo sistema imune.

É importante ressaltar que não basta o sangue ser igual para que haja a transfusão, é necessário também que o antígeno seja compatível, ou seja, caso um tenha, o outro deve ter, e caso não tenha, o doado não pode ter.  

A aglutinação das hemácias só ocorre in vivo, após um erro de transfusão ou em condições patológicas, como a eritroblastose fetal. A aglutinação dos microrganismos pelo soro do doente constitui um método muito empregado de diagnóstico bacteriológico. Porém se uma pessoa de grupo sanguíneo A, por exemplo, doar sangue a uma pessoa Ab, seu anti-corpo anti-b não irá agir sobre o aglutinogênio B. Uma substância encontrada nas vagens, fitohemaglutinina (uma lectnina tóxica), também pode causar a aglutinação do sangue. Por ser uma proteína, possui uma grande fragilidade ao calor, logo, é destruída após o aquecimento, seja por meio do cozimento ou fritura.[1]

Sangue Anti-A Anti-B Doa para Recebe de
A Aglutina Não aglutina A, AB O, A
B Não aglutina Aglutina B, AB O, B
AB Aglutina Aglutina AB O, A, B, AB
O Não aglutina Não aglutina[2] O, A, B, AB O[3]

Referências

  1. Favaretto, José A. (2015). 360º Biologia: Diálogos com a vida. São Paulo: FTD 
  2. Araguaia, Mariana. «COLETA E TIPAGEM SANGUÍNEA». Brasil Escola. Consultado em 12 de novembro de 2021. Cópia arquivada em 12 de novembro de 2021 
  3. Loredo, Paula. «Sistema ABO e fator Rh». Brasil Escola. Consultado em 12 de novembro de 2021. Cópia arquivada em 28 de setembro de 2021 
  Este artigo sobre Biologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.