Alldeutscher Verband

Alldeutscher Verband (em português: "União de Todos os Alemães"; "Liga Pangermânica") foi uma organização alemã de extrema-direita criada em 1891 que promovia o pangermanismo e o imperialismo.[1] Seu primeiro presidente foi Ernst Hasse, sucedido por Heinrich Class em 1908.[2] O industrial Emil Kirdorf também foi um dos membros fundadores. A Alldeutscher Verband desintegrou-se no ano de 1939.

O objetivo principal da Liga Pangermânica era protestar em desfavor de medidas governamentais as quais eles acreditavam que prejudicariam a nação alemã. O Darwinismo social foi um valor de grande importância para essa organização.[2] Ainda, a Liga pregava pela higiene racial alemã e combatia a miscigenação com raças consideradas inferiores, como os judeus.[2] As agitações da organização influenciaram de certa forma o governo alemão e ajudaram a enfraquecer a ´política de estrangeiros´ desenvolvida por Bismarck.

A Alldeutscher Verband exercia enorme influência sobre o governo alemão durante a 1ª Guerra Mundial, quando mostraram-se opositores à democratização.[2] Oponentes da Alldeutscher eram chamados de covardes. Influentes personalidades da organização fundaram o Deutsche Vaterlandspartei ("Partido da Terra-pai Alemão"; "Partido da Pátria Alemão") em 1917, que promoveu negociações de paz.

Ver TambémEditar

Referências

  1. Hobsbawm, Eric J. (1987). The Age of Empire, 1875-1914 (em inglês). Nova Iorque: Pantheon Books. p. 152. ISBN 978-0-394-56319-0 
  2. a b c d Levy, Richard S. (2005). Antisemitism: A Historical Encyclopedia of Prejudice and Persecution (em inglês). Santa Bárbara: ABC-CLIO. pp. 528–529 
  Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.