Abrir menu principal
Moto do amolador.
O amolador numa imagem de Goya.

O amolador, que antigamente também era reparador de sombrinhas, é um comerciante ambulante que se desloca numa bicicleta ou motocicleta para oferecer seus serviços de amolar facas, tesouras e outros instrumentos de corte. Modernamente, ao longo do século XX, os amoladores ambulantes foram dando lugar aos estabelecidos em comércios. Estes estabelecimentos têm a dupla função de lugar de trabalho para o amolador de ferramentas de corte e de ponto de venda das mesmas.

A generalidade dos amoladores que galgavam as estradas de Portugal, eram oriundos de Nogueira de Ramuín, pequena localidade galega, da província de Ourense, próxima do Rio Minho, de uma beleza paisagística fantástica. Dali partiram para o mundo muitos amoladores (afiadores na língua galega) que se espalharam pela Europa e por outros pontos do mundo.

CaracterísticasEditar

Inicialmente o amolador deslocava-se a pé, acompanhado de uma roda montada numa estrutura de madeira. Essa roda era accionada com um pedal e transmitia o movimento à roda de esmeril. Surgiu depois a bicicleta, que lhe servia também de meio de transporte e que foi modificada de forma que em sua parte traseira leve montado o esmeril mecânico com uma pedra de amolar que se emprega para amolar os objetos cortantes. Anda pelas ruas das cidades ou povoados e para anunciar a sua proximidade usa uma flauta de pã de canos ou plástico como apito, chamada em espanhol de chiflo, a qual sopra fazendo soar suas tonalidades consecutivas, de grave a aguda e viceversa.

 
Amolador

Nos começos do século XXI já se veem poucos amoladores ambulantes.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar