Ancoradouro de Pescadores na Baía de Guanabara

filme brasileiro de 1897

Ancoradouro de Pescadores na Baía de Guanabara é o título atribuído ao filme brasileiro de 1897.[1] O filme é um curta-metragem do tipo documentário, sem som (mudo) e em preto e branco com produção e direção de Cunha Salles (José Roberto da Cunha Salles).

Ancoradouro de Pescadores na Baía de Guanabara
 Brasil
1897 •  pb •  
Direção Cunha Salles
Gênero documentário
Idioma mudo

O filme retrata a Baía de Guanabara no ano de 1897 e sua existência é confirmada nos anúncios feitos no jornal Gazeta de Petrópolis nas edições dos dias 1 e 6 de maio de 1897. Desta película, existem apenas vinte e quatro fotogramas no acervo do Arquivo Nacional do Rio de Janeiro constituindo nos mais antigos fotogramas de um filme brasileiro que se tem conhecimento na atualidade.[2]

Ver tambémEditar

Referências

  Este artigo sobre um curta-metragem é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.