Anderlecht 3–0 Nottingham Forest (1984)

Anderlecht 3 x 0 Nottingham Forest foi uma partida ocorrida no dia 25 de abril de 1984, válida como a partida de volta da semifinal da Copa da Uefa daquele ano, que entrou para a história por conta de uma das arbitragens mais polêmicas da história do futebol mundial. Com pelo menos duas decisões polêmicas do árbitro espanhol Emilio Guruceta Muro (um pênalti mal marcado que resultou no segundo gol do time da casa, e um gol mal anulado, marcado nos acréscimos pelo time inglês), o Anderlecht fez 3 a 0, reverteu o resultado adverso de 2x0 da partida de ida, e foi à final da competição.[1]

Anderlecht 3–0 Nottingham Forest (1984)
Evento Partida de volta da semifinal da Copa da UEFA de 1983–84
Data 25 de abril de 1984
Local Astrid Park Stadium, Anderlecht, Bruxelas, Bélgica
Árbitro Espanha Emilio Guruceta Muro

Após muitos anos na obscuridade, esta partida veio à tona novamente em 1997, quando o time belga admitiu ter subornado o árbitro da partida, oferecendo-lhe 18 mil libras, para que este favorecesse sua equipe.[2] Na época, o então presidente do Anderlecht, Constant Vanden Stock, entrou em contato com um gângster local para que este subornasse o árbitro do confronto. A questão é que o caso só voltou à tona após o clube ir a polícia e relatar que dois homens tentarem chantagear um dos dirigentes do clube da época dizendo que revelariam o suborno se não recebessem dinheiro. O dirigente chegou a pagar US$ 1,5 milhão a eles.[2] Após a admissão do suborno, o clube acabou sendo suspenso pela Uefa de competições europeias por uma temporada.[3]

Para piorar, em setembro de 2016, uma investigação da BBC mostrou que a Uefa teve conhecimento da propina recebida pelo árbitro ainda em 1992, mas preferiu acobertar o caso.[4]

Ficha Técnica da PartidaEditar

25 de abril de 1984 Royal Sporting Club Anderlecht   3 – 0   Nottingham Forest Football Club Astrid Park Stadium, Anderlecht, Bruxelas, Bélgica

Enzo Scifo   18'
Kenneth Brylle Larsen   55' (pen)
Erwin Vandenbergh   86'
Ficha Técnica Público: 36,000[5]
Árbitro:   Emilio Guruceta Muro
     
 
 
Anderlecht
     
 
 
Nottingham Forest
G 1 Jacky Munaron
Z 3 Walter De Greef
Z 5 Michel de Groote
Z 2 Georges Grün
M 10 Morten Olsen
M 11 Kenneth Brylle Larsen
M 8 Wim Hofkens   63'
M 6 Enzo Scifo
M 7 René Vandereycken
A 4 Alexandre Czerniatynski
A 9 Erwin Vandenbergh
Substituições:
M 14 Frank Vercauteren   63'
Treinador:
  Paul Van Himst
G 1 Hans van Breukelen   56'
LD 2 Viv Anderson
Z 4 Chris Fairclough
Z 5 Paul Hart
LE 3 Kenneth Swain
V 6 Ian Bowyer
V 10 Steve Hodge   59'   66'
M 8 Gary Mills
M 11 Colin Walsh
A 9 Peter Davenport
A 7 Steven Wigley
Substituições:
Z 12 Garry Birtles   66'
Treinador:
  Brian Clough

Referências

  1. espn.uol.com.br/ Suborno, prisões e morte trágica: como rival do United montou escândalo que a Inglaterra não esquece há 33 anos
  2. a b folha.uol.com.br/ Time belga admite ter subornado juiz
  3. folha.uol.com.br/ Clube belga é suspenso por subornar juiz
  4. bbc.com/ Uefa had Forest-Anderlecht referee bribe evidence "for four years" (em inglês)
  5. 11v11.com/