Anguiras

Anguiras[1] (em védico: अङ्गिरा; romaniz.: áṅgira) é um rixi védico (sábio) do hinduísmo. Aparece no Rigueveda como professor de conhecimento divino, um mediador entre homens e deuses, e segundo alguns hinos como o primeiro dos Agnidevas (deuses do fogo).[2][3] Em alguns textos, é considerado um dos sete grandes sábios ou saptarixis, mas em outros é mencionado, mas não é contado na lista.[4] Segundo alguns manuscritos do Atarvaveda, o texto é atribuído a "Atarvagirasa" (Atharvangirasah), um nome que se formou através da junção de Atarvã e Anguiras.[5]

Referências

  1. Pereira 1991, p. 152.
  2. Dalal 2010, p. 29–30.
  3. Williams 2008, p. 55–56.
  4. Brough 2013, p. 66.
  5. Bloomfield 1899, p. 7–11.

BibliografiaEditar

  • Bloomfield, Maurice (1899). The Atharva-Veda and the Gopotha-Brāhmana. Estrasburgo: Karl J. Trübner 
  • Brough, John (2013). The Early Brahmanical System of Gotra and Pravara: A Translation of the Gotra-Pravara-Manjari of Purusottama-Pandita. Cambrígia: Imprensa da Universidade de Cambrígia. ISBN 978-1-107-62398-9 
  • Pereira, A. B. de Bragança (1991). Etnografia da Índia Portuguesa. Vol. I - As Civilizações da Índia. Introdução. Nova Déli, Madras: Serviços Educacionais Asiáticos 
  • Williams, George M. (2008). Handbook of Hindu Mythology. Oxônia: Imprensa da Universidade de Oxônia. ISBN 978-0-19-533261-2