Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A expressão latina Animus rem sibi Habendi significa a intenção de ter a coisa para si, ou seja, "intenção de exercer sobre a coisa um poder no interesse próprio"[1]. É comumente utilizada no campo do Direito, no estudo da Posse que, ao lado do Direito das Coisas, compõem o grande gênero denominado Direito das Coisas (Código Civil, Livro III, "Do Direito das Coisas", artigo 1.196 e seguintes, disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406compilada.htm ). No direito penal é utilizada como sinônimo da expressão Animus Furandi.

Ver tambémEditar

Referências

  1. Direito das Coisas. [S.l.: s.n.] 2011. ISBN 9788502106505  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  Este artigo sobre direito é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.