Abrir menu principal

António Gonçalves da Costa (Farminhão, 1 de Novembro de 188716 de Janeiro de 1983) mais conhecido como "Padre Costa", foi um marco da sociedade Viseense nos meados do século XX. Foi colono em Angola, Padre, Arquitecto (Colégio do Sagrado Coração e Lar das Carmelitas), dono de colégio (colégio Beirão), professor de latim e agricultor. Com sentido de justiça e bom senso superior a sua opinião foi sempre tida como decisiva quando algo de importante era necessário fazer na cidade.

Apesar de se ter desvinculado da vida eclesiástica para poder se casar o seu afastamento foi pacífico e sem ruptura com a Igreja Católica. Aliás, foi, até à sua época, o primeiro padre que se casou tendo exclusivamente recebido uma bênção papal.

Desde a década de 1930 e até à sua morte explorou a sua quinta (Quinta das Bicas) de 25 hectares sita, parte, onde hoje se encontra o Fórum Viseu, o Pavilhão Multiusos de Viseu, a Avenida da Europa e a Avenida António José de Almeida.

Esta quinta foi durante décadas considerada modelo exemplar tendo recebido vários prémios do Ministério da Agricultura de Portugal de produtividade e boa gestão.

Foi autor de diversos textos publicados em jornais quer com o seu nome próprio quer sob o pseudônimo "Pade Gil". A cidade de Viseu em 1989 inaugurou a rua "Padre Costa" que actualmente serve o Pavilhão Multiusos de Viseu e intercepta a av. António José de Almeida.

Referências

Anais do Bispado de Viseu.

Actas da Assembleia de Munícipal de Viseu 1989 (justificação toponímia)