Abrir menu principal

Antoine Sibertin-Blanc

Antoine Sibertin-Blanc
Nascimento 16 de julho de 1930
Paris
Morte 17 de novembro de 2012 (82 anos)
Cidadania França
Ocupação organista
Prêmios Comendador da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada

Antoine Sibertin-Blanc (Paris, 16 de julho de 1930 — Lisboa, 17 de novembro de 2012) foi um professor e organista francês que viveu grande parte da sua vida em Portugal.

BiografiaEditar

Antoine Sibertin-Blanc foi um professor e organista francês a viver em Portugal desde o ano de 1961. Estudou com Maurice Duruflé no Conservatório Superior de Música de Paris (entre 1952 e 1953), com Édouard Souberbielle e com Guy Lioncourt, na Escola César Franck de Paris (1945-1954). Foi organista da Igreja de la Madelaine, em Paris, entre 1952 e 1955. Em Portugal foi professor no Instituto Gregoriano de Lisboa e posteriormente (desde 1991), na Escola Superior de Música de Lisboa. Foi organista da Igreja de São Luís dos Franceses, em Lisboa, entre 1962 e 1978. Foi organista na Sé Catedral de Lisboa entre 1965 e 2012. A 9 de junho de 1999, foi agraciado com o grau de Comendador da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.[1]

ComposiçõesEditar

  • Obras para Órgão Solo

Ária (1957)

Seis Pequenas Composições

Suite Portuguesa (1973): Introdução-Fantasia-Interlúdio-Ricercare

  • Música de Câmara

Chanson sur une poésie de Maurice Bollinat pour chant et piano

Quinteto para flauta, oboé e cordas (1959): Litanies-Thème et variations-Final (forme Sonate)

  • Música Orquestral

Chant et variations à Fontaine pour orchestre

Passacaille sur le pénom et le nom de Mlle. Pauline Buratti pour cordes

Allegro de sonata para orquestra de cordas (1953)

  • Para Coro A Capella

Missa Brevis ou Missa em estilo arcaico

A la claire fontaine, para quatro vozes masculinas

  • Para coro, solistas e orquestra

Missa Solemnis sobre sonatas de Carlos Seixas, em mi menor

DiscografiaEditar

  • Flores de Música de Manuel Rodrigues Coelho, Sé Catedral de Lisboa, Columbia, EMI.
  • Flores de Música de Manuel Rodrigues Coelho n.º 2, Igreja de N.ª Sr.ª da Pena, Lisboa, Columbia, EMI.
  • L'Encyclopédie de l'orgue, Lórgue Ibérique, Cathédrale de Lisbonne, Erato, EDO, 1970.
  • Georg Frédéric Haendel, Órgão da capela da Idanha (Queluz-Belas), Arion, ARN, 1974.
  • Internazionale Orgeltage Dusseldorf '75.
  • Carlos Seixas, Órgão e Flauta, Sé Catedral de Lisboa, Sassetti, 1984.
  • Música Antiga Portuguesa, Órgão de São Vicente de Fora, Lisboa, Musicorde, 1995.
  • Música para Órgão no Palácio de Cristal, Sé Catedral, Expo 98, Polygram, RCA Classics.
  • Antoine Sibertin-Blanc à L'Orgue de la Cathédral de Lisbonne (enregistrement en 2005).
  • Haendel: Ouvres inédites pour orgue, Cathédrale de Lisbonne, Productions Musicales FSB, 2006.

ArtigosEditar

  • "L'Orgue au Portugal", in L'Orgue, n.º 134, Abril, Maio, Junho, pp. 66–73, 1970.
  • "L'Orgue de la cathédrale de Lisbonne", in L'Orgue, n.º 143, vol. III, pp. 115–117, 1972.
  • "Para a Protecção e a Dinamização do Órgão em Portugal", in Compêndio do Primeiro Colóquio Nacional de Música de Abrantes, 1984.

BibliografiaEditar

  • Peixoto, Domingos (2013), "Antoine Sibertin-Blanc: 1930-2012: O Construtor da Escola Portuguesa de Órgão", Glosas. n.º 7, Janeiro, pp. 47–49, MPMP.
  • Ribeiro, Miguel Ângelo (2010), "Sibertin-Blanc, Antoine", Enciclopédia da Música em Portugal no Séc. XX, vol. 4, pp. 1208–1209, Círculo de Leitores e Temas e Debates.
  • Rivet, Jean (1957), "L' Orgue de Saint-Joseph de Limpertsberg, à Luxemburg: Antoine Sibertin-Blanc", L'Orgue, n.º 82, Vol. II, pp. 14–15.
  • Sibertin-Blanc, Leonor de Lucena (org.), (2016), Ad Memoriam: Antoine Sibertin-Blanc, MPMP.

Referências