Abrir menu principal
Aorico
Rei dos godos
Reinado fl. 332-347/348
Antecessor(a) Ariarico
Sucessor(a) Geberico
Descendência Atanarico
Dinastia dos Baltos
Morte século IV

Aorico (em latim: Aoricus) foi um chefe gótico (juiz), filho do chefe Ariarico.[1] No ano 332, sob as condições do acordo selado entre seu pai e o imperador romano Constantino, o Grande (r. 306–337), ele passou a residir na capital imperial Constantinopla para ser educado.[2][3] Provavelmente a estátua erigida na capital em honra a um príncipe gótico fosse de Aorico.[4]

Na década de 340, eclodiu um conflito entre godos e romanos. Aproveitando o congelamento do Danúbio, os godos o cruzaram para então invadirem a Mésia. Esse conflito pode ter sido motivado pela perseguição aos cristãos encabeçada por Aorico em 347/348 como relatado por Auxêncio de Durostoro.[5][6]

Como Herwig Wolfram notou, a "aliteração, variação e ritmo na linha de nomes Atanarico, Aorico e Ariarico se assemelha ao 'tipo ideia' de Hadubrando, Hildebrando e Heribrando" Ele considerou que as similaridades e comparação sugerem que todos os três reis eram membros da dinastia dos Baltos.[7]

Ver tambémEditar

Precedido por
Ariarico
Rei dos godos
fl. 332-347/348
Sucedido por
Geberico
Precedido por
Ariarico
Chefe dos Baltos
fl. 332-347/348
Sucedido por
Atanarico

Referências

  1. Wolfram 1990, p. 62.
  2. Hinds 2009, p. 19.
  3. Geary 2003, p. 87.
  4. Keats-Rohan, p. 344.
  5. Heather 1999, p. 453.
  6. Wolfram 1990, p. 63.
  7. Wolfram 1990, p. 32.

BibliografiaEditar

  • Geary, Patrick J. (2003). “The” Myth of Nations: The Medieval Origins of Europe. Princeton, Nova Jérsei: Princeton University Press. ISBN 9780691114811 
  • Heather, Peter (2011). Empires and Barbarians. Londres: Macmillan. ISBN 9780330540216 
  • Moreno, Luis A. Garcia (2007). «Prosopography and Onomastics: the Case of the Goths». In: K. S. B., Keats-Rohan. Prosopography Approaches and Applications: A Handbook. Oxford: Linacre College, Universidade de Oxford. ISBN 1900934124