Armando Aste

Armando Aste (Isera, 6 de janeiro de 19261 de setembro de 2017[1]) foi um alpinista italiano entre os mais influentes do pós-guerra.

Armando Aste
Armando Aste
Nascimento 6 de janeiro de 1926
Isera
Morte 1 de setembro de 2017 (91 anos)
Rovereto
Nacionalidade Italiano
Cidadania Italiana
Ocupação Montanhista

Aste fez parte da primeira ascensão da face norte do Eiger de um grupo de alpinistas italianos em 1962, grupo composto por Pierlorenzo Acquistapace, Gildo Airoldi, Andrea Mellano, Romano Perego e Franco Solina. Fui mesmo o primeiro a escalar a parede sul da Torres del Paine que se encontra na Patagonia na Cordilheira dos Andes. Foi um dos primeiros a efectuar várias primeiras ascensões nas Dolomitas, o seu terreno de predilecção e o seu nome encontra-se ligado a vários percursos como o Aste-Susatti sul no Monte Civetta (Belluno) entre 26-28 de agosto de 1954.[2]

AscensõesEditar

  • Primeira ascensão solitária da Via Brandler-Hasse[2]
  • 1958 - Focobon, (Pale di San Martino) com Franco Solina, 16 - 19 de agosto
  • 1959 - Piz Serauta, (Marmolada), com Franco Solina, 10 - 15 de agosto
  • 1959 - Crozzon di Brenta, com Milo Navasa 26 - 28 agosto 1959,
  • 1964 - Cima Ombretta, (Marmolada) com Franco Solina, entre 24-29 agosto 1964 ao longo da "Via dell'Ideale", repetida pela primeira vez por Reinhold Messner.[3]

BiografiaEditar

  • Giovanni Capra, Due cordate per una parete, Editore Corbaccio, Itália (2006). O livro descreve a ascensão da face norte do Eiger
  • Armando Aste, Pilastri del Cielo, Nordpress, Itália, 2000.
  • Armando Aste: Cuore di Roccia. Manfrini Stampatori, Itália (1988).
  • Armando Aste: Commiato. Nuovi Sentieri, Itália (2014).
  • Armando Aste, Nella Luce dei Monti, Nuovi Sentieri, Itália, 2015.
Biografia encontrada em it:Armando Aste

Referências

  1. «Addio ad Armando Aste, grande alpinista roveretano, uno dei rocciatori più grandi di sempre» (em italiano). ilDolomiti.it. 2 de setembro de 2017 
  2. a b «Pareti verticali: Armando Aste» (em italiano). Visitado: Abr. 2015 
  3. «Reinhold Messner» (em francês). Visitado: Abr. 2015 

Ligações externasEditar