Abrir menu principal
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde março de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Março de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Army of Lovers
Informação geral
Origem Estocolmo
País Suécia
Gênero(s) Eurodance
Período em atividade 1987–2001, 2003, 2007, 2009, 2011, 2012–2013
Gravadora(s) Stockholm Records

Giant/Reprise/Warner Bros.

Records (US)

Polydor Records (UK)

Integrantes Alexander Bard (1987–2009, 2012-presente)

Jean-Pierre Barda (1987–2009, 2012-presente)

Dominika Peczynski (1992–2009, 2013-presente)

Ex-integrantes Camilla Henemark (1987–1991, 1995–2001, 2012-2013)

Michaela Dornonville de la Cour (1991–1995)

Army of Lovers é um grupo Sueco de dance music formada em 1987, o grupo ficou muito conhecido na Europa na década de 1990, pelo seu single "Crucified" que ficou em primeiro lugar no Eurocharts por oito semanas consecutivas.[1]

Índice

HistóriaEditar

Antes de Army of LoversEditar

Antes da banda se formar, Alexander Bard em 1985 usava o pseudônimo  Barbie , como uma drag queen . Como Barbie foi lançado apenas um álbum de mesmo nome, no ano seguinte Camilla Henemark (também conhecida como La Camilla) e Jean-Pierre Barda se juntaram a Barbie, lançando no mesmo ano o single Wham Bam, e barbie goes around the world lançado no ano em 1987, durante esse período Henemark e Barda eram conhecidos como Katanga e Farouk.

Army of LoversEditar

A banda veio a se forma em 1988, já com os integrantes Alexander Bard,  La Camilla e Jean-Pierre Barda, nesse ano foi lançado apenas o single When the Night Is Cold. O nome Army of Lovers foi inspirado no filme Army of Lovers or Revolt of the Perverts.

No ano de 1990 o grupo lança seu primeiro álbum Disco Extravaganza, o álbum vendeu 3,2 milhões de cópias, com dois singles de sucessos "Ride of Bullet" e "My Army of Lovers."

O grupo veio fazer grande sucesso com o seu segundo álbum Massive Luxury Overdose lançado em 1991 na Europa, , a música "Crucified" foi o maior sucesso do álbum, e rendeu 3,5 a 4 milhões de cópias.

Neste mesmo ano, La Camilla deixa o grupo e sendo substituída por Michaela Dornonville de la Cour. No ano seguinte eles lançam o álbum nos estados unidos, com novas músicas e com a Michaela na capa.

Ainda 1992 eles são convidados para fazer um tributo ao grupo ABBA gravando a musica Hasta Mañana e Dominika Peczynski se junta a eles.

Em 1993 eles  lançam o terceiro álbum The Gods of Earth and Heaven,  tendo como a música de maior sucesso Israelism.

No ano de 1994 o grupo lançam o quarto álbum Glory, Glamour and Gold, as músicas "Hurrah Hurrah Apocalypse", "Lit De Parade" e "Sexual Revolution" foram as que mais fizeram sucesso do álbum.

No 1995 Michaela deixa o grupo, e La Camilla retorna, e eles lançam a coletânea Les Greatest Hits.

Após alguns anos sem lançar  nada, o grupo retorna em 2001 com a coletânea Le Grand Docu-Soap em comemoração de 10 anos do grupo.

Eles voltam a se reunir em 2007 para fazer dois shows, mas sem a presença de La Camilla, que foi substituída por uma boneca inflável.[2]

Em 2012 o grupo retorna com a formação original na competição Melodifestivalen 2013, não conseguindo chegar nas finais. Apenas alguns dias após a performance, Camilla Henemark é substituída por Dominika Peczynski.[3]

No ano de 2013 eles lançam uma nova coletânea Big Battle of Egos que conta com a participação da banda Gravitonas do qual Alexander faz parte. Em junho eles lançam o Ep Scandinavian Crime que conta com regravações das músicas "Rockin' The Ride" e "Tragedy" que faz parte do álbum Big Battle of Egos com as vocais de Dominika Peczynski e Jean-Pierre Barda, substituindo as parte de Camilla Henemark que estava presente no álbum.

MembrosEditar

  • Alexander Bard
  • Jean-Pierre Barda
  • Camilla Henemark
  • Michaela Dornonville de la Cour
  • Dominika Peczynski

DiscografiaEditar

BarbieEditar

álbum de estúdioEditar

  • 1985 - Barbie

singlesEditar

  • 1985 - Johnny Johnny
  • 1985 - Prostitution Twist
  • 1986 - Rock It Up
  • 1986 - Wham Bam
  • 1987 - Barbie Goes Around the World.[4]

Army of loversEditar

álbuns de estúdioEditar

ColetâneasEditar

Referências