Abrir menu principal

Arrastão de São João

Arrastão de São João
Fundação 26 de março de 1975 (44 anos)[1]
Cores
Branco
Vermelho
Azul céu profundo
Bairro Centro de São João
Presidente Danilo Rossatti
Presidente de honra Bruno Correia

Arrastão de São João é uma escola de samba de São João de Meriti, que participou ativamente do Carnaval do Rio de Janeiro. Em 2001, provocou uma fusāo que originou a escola de samba Independente da Praça da Bandeira. Em 2017 foi reativado e seus ensaios passam a funcionar no C.C. AMAR Sāo Joāo.

HistóriaEditar

Quando um grupo de foliões se reuniu na esquina do pecado, na década de 40 para brincar o carnaval não imaginaram que tal iniciativa daria uma linda história.

O bloco que originou o Arrastão chama-se Bloco do Zezinho filho da Tia China que esteve ativo até 1955. logo depois fundam o Diplomatas de São João que esteve ativo até 1960 com as cores verde e branco, tendo como presidente Jorge Farias. Com o fim da escola fundam o Bloco Arrastão, que ganhou esse nome porque arrastava milhares de pessoas pela Rua São João Batista.

Seus ensaios passam a acontecer nos fundos da Padaria Floresta,(Dona Maria) até o fim da década de 70. ali oficializam o registro em 26 de março de 1975 e no primeiro desfile é campeāo, com o enredo " A Viagem do Jaú", O que se repetiu mais três vezes. Na década de 90 o prefeito José Amorim declara o Arrastão de São João utilidade pública (Decreto nº 2343 de 06/07/1992). Na tumultuada década de 90, uma divergência interna, entre situação e a oposição provoca uma intervenção judicial. O juiz Nestor do Nascimento indica uma Junta Governativa composta por três membros: Jorge Valle, Eduardo Marques e Luiz Carlos; paralelo aos interventores é criado uma diretoria que conduziu os trabalhos de carnaval se classificando em segundo lugar.

Sem quadra e sofrendo intensa perseguição a direção provoca a fusão que originou a escola de samba Independente da Praça da Bandeira, no entanto dirigentes descontentes com a exclusão do nome Arrastāo, se afastam. Em 2009 recebem convite para participar da fundação da Matriz de São João de Meriti, ativa até 2016, onde novamente se sentindo desprestigiados promovem uma retirada em massa da agremiação. Em 2017 várias lideranças se reúnem no Centro Cultural AMAR São João e selaram o retorno do Arrastāo de Sāo Joāo, para dar continuidade a historia em assembleia geral foram escolhidos todos os membros da escola de samba, Danilo Rossatti presidente, Ricardo Marins vice, Bruno Correia presidente de honra, Jorge Vale secretário, Sonia Soares tesoreira, Renato Lopez diretor social, José Leandro harmonia, Waldemiro Farias diretor de carnaval, Lucio mestre de bateria, Edmea presidente da velha guarda, Janete presidente A. baianas, Carlos Augusto mestre sala, Carnavalesco C. de Carnaval.


CarnavaisEditar

Arrastão de São João
Ano Colocação Divisão Enredo Carnavalesco
1996 4ºlugar E De Traíra Ponga a Meriti[2] Monclair Filho
1997 Vice-Campeã E E Foi Assim Que Tudo Começou Paulo Dez
1998 5ºlugar D À Noite Todos os Gatos São Pardos Edgley Cunha
1999 3ºlugar D Gosto Que Me Enrosco, Cem Anos de Heitor dos Prazeres Gino Fonseca
2000 11ºlugar C Caldeirão Brasil: Brasileiros, Quem Somos Nós? Gino Fonseca
2001 11ºlugar D Palmares, Ideal de Liberdade Magna Regina

Referências

  Este artigo sobre carnaval, integrado ao Projeto Carnaval é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.