Assandira

Assandira
Autor(es) Giulio Angioni
Idioma italiano
País  Itália
Gênero Romance
Localização espacial Sardenha
Editora Sellerio
Lançamento 2004
Páginas 241
ISBN 88-389-1991-7

Assandira é um romance de Giulio Angioni, publicado em 2004 por Sellerio.

ResumoEditar

O velho pastor sardo Costantino Saru é persuadido por seu filho e nora dinamarquêsa para estabelecer um hotel-restaurante (chamado Assandira) em seu antigo redil abandonado. A característica da empresa quer ser a oferecer aos clientes europeus, especialmente do norte, uma breve experiência de vida em um mundo pastoral tradicional da Sardenha. [1] O velho homem com a sua experiência deve ser uma garantia de autenticidade. A empresa fica bem.[2] Um dia um incêndio destrói Assandira e mata o filho de Costantino, que se sente responsável e confessa a investigadores. A razão para essa auto-atribuição de responsabilidade não é suficientemente clara para o juiz,[3] que não acredita em uma auto-incriminação por tudo o que tem sido feito, a partir da idéia de reviver o mundo do passado para entreter os turistas.[4] [5]

EdiçõesEditar

NotasEditar

  1. H. Klüver, 2012, cit., 196-212
  2. B. Wagner, 2008, cit., 102-158
  3. G. Pias, La Casa della palma e Assandira, cit.
  4. F. Casula, 2013, cit., 140 -145
  5. F. Manai, 2006, cit., 233-246

ReferênciasEditar

  • Giuliana Pias, La casa della palma e Assandira: due "gialli" sulla memoria e l'identità, in Sabina Gola e Laura Rorato (cura), La forma del passato. Questioni di identità in opere letterarie e cinematografiche italiane a partire dagli ultimi anni Ottanta, Bruxelles, Bern, Berlin, Frankfurt am Main, New York, Oxford, Wien, Peter Lang, 2007, 261-274. ISBN 978-90-5201-318-3.
  • Henning Klüver, Gebrauchsanweisungen für Sardinien, München, Piper Verlag, 2012, 194-212.
  • Franco Manai, Cosa succede a Fraus? Sardegna e mondo nel racconto di Giulio Angioni, Cagliari, CUEC, 2006.
  • Birgit Wagner, Sardinien, Insel im Dialog. Texte, Diskurse, Filme, Tübingen, Francke Verlag, 2008.
  • Francesco Casula, Letteratura e civiltà della Sardegna, 2° volume, Grafica del Parteolla, Dolianova, 2013, 138-146.

Ligações externasEditar

  A Wikipédia tem o portal: