Atentado das torres de Khobar

ataque terrorista

O Atentado às torres de Khobar foi um ataque terrorista que aconteceu em um complexo de casas na cidade de Khobar, na Arábia Saudita, localizado próximo ao quartel-general da companhia estatal de produção de petróleo saudita (a Saudi Aramco), em Dhahran, e quase que do lado da Base Aérea Rei Abdulaziz. Aconteceu em 25 de junho de 1996. Naquele período, as Torres Khobar estavam sendo usadas como moradia para militares da Coalizão Ocidental que participavam da Operação Southern Watch, como parte da zona de exclusão aérea imposta ao sul do Iraque.[1]

Atentado às torres de Khobar
AnschalgInZahran1996 KhobarTower.jpg
O prédio #131 após a explosão.
Local Khobar, Província Oriental
Arábia Saudita
Data 25 de junho de 1996
Alvo(s) Militares dos Estados Unidos
Mortes 19 mortos
Feridos 498 feridos
Responsável(is) Hezbollah Al-Hejaz
Motivo Fundamentalismo islâmico

Um caminhão bomba detonou próximo ao prédio adjacente #131, uma estrutura de oito andares que servia de casa para vários militares da Força Aérea dos Estados Unidos (Ala 4404ª). No total, 19 cidadãos americanos e um saudita foram mortos e outras 498 pessoas, de diversas nacionalidades, acabaram feridas. O governo dos Estados Unidos culpou a organização terrorista Hezbollah Al-Hejaz (em português: Partido de Deus no Hijaz) como os responsáveis.[2][3] Em 2006, uma corte americana (tribunal) declarou que o Irã e o Hezbollah teriam orquestrado o atentado.[4]

Referências

  1. "Bombing of Khobar Towers - Dhahran, Saudi Arabia| June 25, 1996". Página acessada em 29 de abril de 2017.
  2. "FBI-Khobar.KSA , Towers Bombings". Página acessada em 29 de abril de 2017.
  3. «ATTORNEY GENERAL STATEMENT ON KHOBAR TOWERS INDICTMENT». Consultado em 21 de julho de 2016 
  4. Leonnig, Carol D. (23 de dezembro de 2006). «Iran Held Liable In Khobar Attack». The Washington Post. Consultado em 29 de setembro de 2014