Abrir menu principal
Augusto Montenegro
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Político

Augusto Montenegro foi um político e advogado brasileiro. Governador do Pará, de 1 de fevereiro de 1901 a 1 de fevereiro de 1909.

Concluiu a estrada de ferro Belém-Bragança em 31 de dezembro de 1901, regularizou as finanças, melhorou o serviço de águas, e resolveu a secular pendência das terras do Amapá, ganhando dos franceses. Augusto Montenegro substituiu o governador Pais de Carvalho. Em sua homenagem, foi dada a uma rodovia o nome de Augusto Montenegro, sendo uma das mais movimentadas do município de Belém, conhecida como a Nova Belém, capital do Pará.

Residia no Palacete Augusto Montenegro, planejado por engenheiro italiano Filinto Santoro e construído em 1903 para ser residência particular do Governador, posteriormente abrigou a elite política e social local.[1] [2] Atualmente o palacete é tombado pelo Patrimônio Público Estadual (através da Lei nº 3.529 de 13/12/2002 da Secretaria de Estado e Cultura do Pará) e funciona como Museu da UFPA desde 2003.

O governador extinguiu o Conservatório de Música Instituto Carlos Gomes, por decreto, demitindo o diretor e todos os professores, em 1908, dizendo ter que cortar gastos. O Conservatório já estava em funcionamento desde 1895 (cerca de 13 anos). [3]


Referências

  1. «MONUMEN STATUES DÉCORATIVES - STATUE FÉMININE – MUFPA BELÉM». e-monumen.net. Consultado em 27 de julho de 2015 
  2. «Acontece - Eventos». Onde Quando. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  3. «Memorial Instituto Estadual Carlos Gomes». www.fcg.pa.gov.br. Consultado em 17 de outubro de 2019 

Ligações externasEditar