Abrir menu principal
Folha 170v do Livro de Ballymote, incipit do Auraicept na n-Éces.

Auraicept na n-Éces (em português: "o primário dos eruditos") é uma suposta obra do século VII de gramáticos irlandeses, atribuída a um erudito chamado Longarad.

O núcleo do texto de fato pode datar a meados do século VII, mas parte substancial do material teria sido interpolada até a mais antiga versão sobrevivente do texto, do século XII. Se a data estiver certa, trata-se da primeira instância de uma defesa extensiva dos vernáculos, defendendo o uso do irlandês sobre o do latim, predatando em séculos o De vulgari eloquentia de Dante (defesa dos vernáculos ocidentais sobre o latim) e o O pismeneh de Chernorizets Hrabar (defesa do eslavônico sobre o grego).[1]

ManuscritosEditar

  1. TCD H 2.18. (Livro de Leinster), c. 1160
  2. TCD H 2.16. (YBL), século XIV
  3. RIA 23 P 12 (Livro de Ballymote), foll. 169r–180r, ca. 1390
  4. BM E.g. 88, 1564

Referências

  1. Polomé, Edgar (1990). Research Guide on Language Change. Berlim/Nova Iorque: Mouton de Gruyter. p. 50. ISBN 0-89925-579-5 

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.