Avalanche de Coistão de 2010

A avalanche de Coistão de 2010 ocorreu no distrito de Coistão, província da Fronteira Noroeste, no Paquistão em 17 de fevereiro de 2010, atingindo a vila de Bagaro Serai e matando 102 pessoas. 45 ainda estão desaparecidas.[1][2][3][4]

Incidente editar

A avalanche desceu em pelo menos quatro casas na aldeia remota, que havia sido atingida por fortes tempestades de neve nos últimos dias.[5] De acordo com as autoridades locais, as equipes de resgate enfrentaram dificuldades para entrar na aldeia, já que todas as estradas foram bloqueadas devido à avalanche e deslizamentos de terra. As forças policiais e os voluntários tiveram que caminhar durante a noite para chegar ao local da avalanche, e a polícia enfrentou problemas de comunicação, dado que a recepção de rádio foi prejudicado pelo terreno montanhoso.[6] Uma busca por pessoas presas estava sendo realizado e um pedido havia sido feito para enviar um helicóptero e máquinas pesadas para a aldeia para auxiliar na operação de resgate.[7][8]

Resposta editar

O primeiro-Ministro Yousuf Raza Gillani, expressou seu pesar e tristeza pela perda de vidas e a destruição de propriedades causados pela avalanche.[9] Ele dirigiu autoridades para acelerar a operação de resgate e evacuação em segurança das pessoas que estavam presas na aldeia.[carece de fontes?]

Referências

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.