Bandeira das Ilhas Feroé

bandeira nacional

A bandeira das Ilhas Feroé é uma Cruz Nórdica que segue a tradição iniciada pela Dannebrog.[1] Esta bandeira chama-se Merkið, que significa; "o estandarte" ou "a marca".[2] Assemelha-se com as bandeiras das vizinhas Islândia e Noruega.

Bandeira das Ilhas Feroé
Bandeira das Ilhas Feroé
Aplicação
Proporção 8:11
Adoção 25 de abril de 1940
Criador Jens Oliver Lisberg
Tipo Nacionais
Notas
Conhecida como Merkið

HistóriaEditar

 
A bandeira original, exposta na Igreja de Fámjin.
 
A Merkið hasteada em Funningur, na ilha de Eysturoy.

A bandeira foi concebida em 1919 por Jens Oliver Lisberg e outros, enquanto estudavam em Copenhaga. A primeira vez que a Merkið foi hasteada nas Ilhas Feroé, foi a 22 de junho desse ano em Fámjin por ocasião de um casamento. Em 25 de abril de 1940, os britânicos (a ilha estava ocupada pelo Reino Unido na altura) aprovaram a bandeira para uso das embarcações Feroesas. 25 de abril, ainda hoje é celebrado como Flaggdagur. Com a acta governativa de 23 de março de 1948, a bandeira foi por fim reconhecida pelo Governo Dinamarquês como a bandeira nacional dos feroeses. A bandeira original está exposta na Igreja de Fámjin.[3]

CaracterísticasEditar

Seu desenho consiste num retângulo branco de proporção largura-comprimento de 8:11 com uma cruz nórdica vermelha contornada por linhas azuis. O vermelho da bandeira é a pantone 032C e o azul 300C. As proporções da cruz são, horizontalmente, 6:1:2:1:6, sendo 6 unidades de branco, 1 unidade de azul, 2 unidades de vermelho, 1 unidade de azul e 6 unidades de branco. Na vertical, a bandeira possui a proporção (da esquerda para a direita) 6:1:2:1:12, sendo 6 unidades de branco, 1 unidade de azul, 2 unidades de vermelho, 1 unidade de azul e 12 unidades de branco.[4]

SimbolismoEditar

A cruz nórdica simboliza o cristianismo e os laços com a Dinamarca e os demais países escandinavos. O azul e o vermelho são cores tradicionais feroesas, o branco representa a espuma do mar e os claros céus do arquipélago.[5]

Bandeiras históricasEditar

Referências

  1. Benedikter, Thomas (19 de junho de 2006). «The working autonomies in Europe». Society for Threatened Peoples. Cópia arquivada em 9 de março de 2008 
  2. «Faroe Islands». www.crwflags.com. Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  3. «Facts about the Faroe Islands». Nordic cooperation. Cópia arquivada em 23 de abril de 2018 
  4. «Vexilla Mundi». Consultado em 10 de dezembro de 2021 
  5. «Løgtingslóg no. 42 frá 17. juli 1959 um flaggið, sum broytt við løgtingslóg nr. 109 frá 29. desember 1998» (em Feroês)