Batalhão dos Futebolistas

Cartaz convocando britânicos a se juntarem ao Batalhão dos Futebolistas.

Batalhão dos Futebolistas foi um exército formado por jogadores profissionais de futebol, e também torcedores de equipes inglesas, que lutou na Primeira Guerra Mundial.[1] O alistamento em massa de futebolistas era apoiado pela Football Association, como uma maneira de diminuir as críticas pelo fato de partidas serem disputadas enquanto a guerra ocorria. Além disso, à época, o futebol já era encarado como algo culturalmente relevante no Reino Unido, e por isso foi amplamente usado para recrutar soldados nos fronts. Os futebolistas eram usados como propaganda e atraiam os adeptos dos clubes onde jogavam para o campo de batalha. “Venham ao jogo mais importante, juntem-se ao Batalhão do Futebol”, exortava um cartaz de recrutamento.[2]

Desta forma, o chamado Batalhão dos Futebolistas participou das principais batalhas no front ocidental, perdendo mais de mil homens e sendo dissolvido em 1918, pouco antes do fim da guerra.

Entre os futebolistas famosos que fizeram parte deste batalhão, estão Tommy Barber , Vivian Woodward, e Sandy Turnbull. Mas o mais conhecido deles foi Walter Tull, que passou por Tottenham e Northampton e tornou-se o primeiro oficial negro da história do exército britânico.[1]

Legados e HomenagensEditar

Os futebolistas deste batalhão tornaram-se heróis após o conflito. Na cidade francesa de Longueval, há um memorial em homenagem aos soldados.[3][1]

Na temporada de 2015-16, o clube de futebol Leyton Orient, da terceira divisão inglesa, homenageou seus futebolistas que arriscaram suas vidas durante o conflito, com a incorporação de um emblema em sua camisa que recordou os três jogadores do clube que morreram na Batalha do Somme, em 1916.[4]

Na Cultura PopularEditar

A história do Batalhão dos Futebolistas é retratada no livro "Quando o apito sopra: a história do Batalhão dos Futebolistas", de Andrew Riddoch.[1]

Referências

  1. a b c d globoesporte.globo.com/ Futebol e 1ª Guerra: batalhão próprio, trégua e um protótipo da Champions
  2. publico.pt/ Os jogadores de futebol que foram à guerra
  3. Winter, Henry (21 de outubro de 2010). «Footballers' Battalions remembered on Somme battlefield». The Daily Telegraph. Consultado em 29 de abril de 2012 
  4. trivela.uol.com.br/ Clube inglês recordará na camisa seus heróis que se sacrificaram na Primeira Guerra Mundial