Batalha de Apros

A Batalha de Apros foi travada entre as forças do Império Bizantino, lideradas pelo imperador Miguel IX Paleólogo, e as da Companhia Catalã em Apros em julho de 1305. A Companhia havia sido contratada pelos bizantinos como mercenários para lutar contra os beilhiques turcos, mas, apesar das vitórias catalãs, os dois lados jamais confiaram um no outro e a relação rapidamente se deteriorou por conta de exigências financeiras dos catalães. No fim, o imperador Andrônico II Paleólogo e seu filho e co-imperador Miguel IX mandaram assassinar Rogério da Flor, comandante da Companhia, juntamente com sua corte em julho de 1305. Em julho, o exército bizantino, com um grande contingente de alanos e de turcópolos, enfrentou os catalães e seus próprios aliados turcos perto de Apros, na Trácia. A despeito da superioridade numérica bizantina, os alanos recuaram depois da primeira carga e os turcópolos desertaram em massa para os catalães, que pilharam a Trácia por dois anos antes de se mudarem para o oeste e para o sul, atravessando a Grécia, para conquistar o Ducado latino de Atenas em 1311 na Batalha de Cefisso.

Batalha de Apros
Guerras bizantino-latinas
Data julho de 1305
Local Apros, Turquia
Desfecho Vitória decisiva catalã
Beligerantes
Império Bizantino Império Bizantino Companhia Catalã Companhia Catalã
Comandantes
Império Bizantino Miguel IX Paleólogo Companhia Catalã Sem líder definido
Forças
Mais de 14 000 c. 2 500
Apros está localizado em: Turquia
Apros
Localização de Apros no que é hoje a Turquia

BibliografiaEditar