Céu Azul (1994)

filme de 1994 dirigido por Tony Richardson
(Redirecionado de Blue Sky)
 Nota: ""Blue Sky"" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Blue Sky (desambiguação).

Céu Azul[3][4] (Blue Sky) é um filme estadunidense de 1994 dirigido por Tony Richardson.[3] Estrelado por Jessica Lange, Tommy Lee Jones, Powers Boothe, Carrie Snodgress, Amy Locane, Galynn Duggan, e Chris O'Donnell. Seu enredo é sobre um encobrimento nuclear. Foi adaptado por Rama Stagner, Arlene Sarner e Jerry Leichtling. A trilha sonora original foi composta por Jack Nitzsche.

Céu Azul
Blue Sky
Céu Azul (1994)
 Estados Unidos
1991/1994 •  cor •  101 min 
Gênero romance
drama
Direção Tony Richardson
Produção Robert H. Solo
Roteiro Rama Laurie Stagner
Arlene Sarner
Jerry Leichtling
Elenco Jessica Lange
Tommy Lee Jones
Powers Boothe
Carrie Snodgress
Amy Locane
Chris O'Donnell
Música Jack Nitzsche
Cinematografia Steve Yaconelli
Edição Robert K. Lambert
Companhia(s) produtora(s) Orion Pictures
Robert H. Solo Productions
Distribuição Orion Pictures
Lançamento Estados Unidos 16 de setembro de 1994
Brasil 24 de março de 1995[1]
Idioma inglês
Orçamento US$3,4 milhões (doméstico)[2]

Filmado de 14 de maio a 16 de julho de 1990,[5] o filme foi concluído em 1991, mas devido à falência da Orion Pictures, ficou na prateleira até 1994, três anos após a morte de Richardson em 14 de novembro de 1991. Apesar disso, ganhou elogios da crítica e Lange ganhou o Oscar de Melhor Atriz de 1994, junto com o Globo de Ouro e o Los Angeles Film Critics Association.

O filme é baseado na vida real de Rama Stagner-Blum e no relacionamento entre seus pais, Clyde e Gloria Lee Moore-Stagner, durante os anos 1960, enquanto seu pai estava no exército. Mais tarde, eles se divorciaram e Gloria se casou antes de morrer em 1982.[6]

Sinopse editar

Hank Marshall (Tommy Lee Jones) é um engenheiro militar encarregado de realizar testes nucleares na base Matthews, no Alabama, início da década de 1960. Com ele estão sua mulher, Carly (Jessica Lange), e suas duas filhas. Carly é uma mulher instável - ora infantil, ora sedutora - que gosta de se sentir o centro das atenções sempre que pode e logo é assediada pelo General Vince (Powers Boothe), que tenta a todo custo levá-la para cama. Enquanto isso o major Hank vai tomando conhecimento das irregularidades cometidas pelo governo durante os experimentos nucleares, acabando por bater de frente com o general quanto às medidas tomadas na base e quantos às medias tomadas a respeito do assédio à sua mulher. Mas é quando o General Vince trama a internação de Hank em uma instituição psiquiátrica com o propósito de silenciá-lo sobre a real razão dos testes nucleares, é que Carly prova seu real sentimento de amor pelo marido, movendo céus e terras para conseguir o marido de volta.[4]

Elenco editar

Principais prêmios editar

Veja também editar

Referências

  1. Inácio Araújo (24 de março de 1995). «Jessica Lange encobre falhas de "Céu Azul"». Folha de S.Paulo. Consultado em 22 de junho de 2020 
  2. Céu Azul (em inglês). no Box Office Mojo.
  3. a b «Céu Azul (Blue sky)». Cinema Sapo (em português (POR)). Consultado em 12 de março de 2013 
  4. a b «Céu Azul». Adoro Cinema (em português (BRA)). S/data. Consultado em 12 de março de 2013 
  5. shotonwhat:Blue Sky (1994) Acessado em 4 de abril de 2017
  6. A life magnified Arquivado em 2014-10-12 no Wayback Machine Acessado em 30 de julho de 2015
  7. «67° Oscar - 1995». Cineplayers. Consultado em 22 de junho de 2020 
  8. «52° Globo de Ouro - 1995». Cineplayers. Consultado em 22 de junho de 2020 
  9. «Awards for 1994 - LAFCA». Los Angeles Film Critics Association. Consultado em 22 de junho de 2020 
  10. «The Inaugural Screen Actors Guild Awards». Screen Actors Guild Awards. Consultado em 22 de junho de 2020