Abrir menu principal

Brahmanda Purana (em sânscrito: ब्रह्माण्ड पुराण , Brahmāṇḍa Purāṇa) é um texto em sânscrito e um dos dezoito grandes Puranas, um gênero de textos hindus.[1] É listado como o décimo oitavo Maha-Purana em quase todas as antologias.[2] O texto também é referido na literatura indiana medieval como Vayaviya Purana ou Vayaviya Brahmanda e pode ter sido o Vayu Purana antes que esses textos se desenvolvessem em duas composições sobrepostas.[1][3]

O texto é nomeado por conta de uma das teorias cosmológicas do hinduísmo, a saber o "ovo cósmico" (Brahma-anda).[4] É entre os Puranas mais antigos, o núcleo mais antigo do texto pode ser do século IV a.C. e foi continuamente editado depois disso ao longo do tempo, sendo que existem várias versões.[5] Os manuscritos de Brahmanda Purana são enciclopédicos em sua cobertura, cobrindo tópicos como cosmogonia, Sanskara (rito de passagem), genealogia, mitologia, capítulos sobre ética e deveres (Dharma), yoga, geografia, hidrografia, administração, diplomacia, comércio, festivais e um guia de viagem para lugares como Caxemira, Cuttack e Kanchipuram, além de outros tópicos.[1][5][6]

O Brahmanda Purana é notável para incluir Lalita Sahasranamam (um stotra que elogia a deusa Devi como o ser supremo no Universo) e sendo um dos textos hindus aencontrados em Bali, Indonésia, igualmente chamado Javanese-Brahmanda. O texto é também notável pelo Adhyatma-ramayana, o conjunto incorporado no mais importante dos capítulos no texto, que tenta reconciliar filosoficamente Bhakti no deus Rama e o shaktismo com o Advaita Vedanta, em 65 capítulos e 4.500 versos.

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Dalal 2014, p. 88.
  2. Hazra, R.C. (1962). The Puranas in S. Radhakrishnan ed. The Cultural Heritage of India, Vol.II, Calcutta: The Ramakrishna Mission Institute of Culture, ISBN 81-85843-03-1, p.255
  3. Rocher 1986, pp. 33, 156-157 with footnotes.
  4. Dalal 2014, p. 83.
  5. a b Rocher 1986, pp. 156-160.
  6. VRR Dikshitar (1951). The Purana Index, Volume 1: A to N. [S.l.]: Motilal Banarsidass (Reprinted 2004). pp. xx–xxiii. ISBN 978-81-209-1274-8 

BibliografiaEditar

  Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.