Brasão de Mato Grosso do Sul

O Brasão de Mato Grosso do Sul é o emblema heráldico e um dos símbolos oficias do estado brasileiro de Mato Grosso do Sul. Desenhado por José Luiz de Moura Pereira, o brasão foi instituído pelo decreto estadual nº 2, de 1º de Janeiro de 1979.[1]

Brasão de Mato Grosso do Sul
Brasão de Mato Grosso do Sul
Detalhes
Adoção 1 de janeiro de 1979
Timbre raios solares, do resplendor de ouro, em forma de meio círculo, constituído de 8 (oito) raios de pontas bipartidas mais duas metades, limitado abaixo pela linha de horizonte
Escudo Peninsular;
  • No chefe, de blau (azul), uma estreia de ouro e abaixo, sobre o campo sinople (verde) que ocupa os dois terços inferiores do escudo, a figura altiva de uma onça pintada passante, estilizada com a cabeça voltada para a destra e com aplicações em sable (negro) sugerindo pintas;
  • Circundando o escudo, como fechamento, uma bordadura em blau (azul) com bordaduras de campo em prata, carregada com 55 (cinquenta e cinco) estrelas igualmente de prata.
Suportes uma grinalda com um ramo de café frutificado à destra, e outro de erva-mate florido à sinistra
Listel de pontas bipartidas, em blau (azul), com as inscrições: "11-10-1977" e Mato Grosso do Sul, em prata.

Descrição heráldica e simbologiaEditar

O brasão de armas do estado de "Mato Grosso do Sul" é representado por um escudo peninsular com o interior dividido em duas parte horizontais. A parte superior (chefe do brasão) em blau (azul) com uma estrela em ouro no meio, que é a estrela constante na bandeira do estado, e que simboliza um Estado nascente, cujo futuro se ergue promissor e fecundo. A parte inferior (campo) em sinople (verde), figura uma onça-pintada passante, um dos animais-símbolo do pantanal sul-mato-grossense.

As estrelas em volta do escudo representam os municípios do estado. Ladeando o escudo há um ramo de café, à esquerda, e um ramo de erva-mate (Ilex matogrossense, conhecida também como Ilex paraguariensis), à direita, representando as duas culturas que tiveram importância histórica na região. Partindo de trás do escudo e na metade horizontal, estão 9 raios solares; 8 inteiros e um cortado ao meio descendo no horizonte. Repare que os raios solares se iniciam na mesma linha de divisão do interior do escudo.

Uma fita na parte inferior consta a data de criação do Estado (11 de outubro de 1977) e o nome do estado.

CoresEditar

As cores adotadas estão assim classificadas bem como sua simbologia heráldica e seu significado. METAIS: ouro (amarela) além de simbolizar justiça, fé e constância lembra as. riquezas minerais do seu solo, de vital importância para o desenvolvimento econômico do novo Estado; prata (branco) traduz bondade, pureza e vitória, qualidades inerentes daqueles que têm sentimentos nobres." ESMALTES: "sinople" (verde) pode significar renovação; esperança de um grande destino que se descortina para o novo Estado; como também ò verdor de suas matas e pastagens. O "blau" (azul) nao somente expressa a cor do céu que cobre o novo Estado, como traduz sabedoria, fidelidade e clarividência, fatores ponderáveis no processo de desenvolvimento de um povo; o "sable" (negro) e os "goles" (vermelho) embora sejam aplicações e complementos da figura da "onça pintada" têm seu significado heráldico: o primeiro — solidez, firmeza e segurança; o segundo, grandeza, audácia, bravura.

O manual de identidade visual da marca do governo do Mato Grosso do Sul especifica as seguintes cores para feitura do brasão:[2]

Cores
  Cor sRGB (hexadecimal)[nota 1] CMYK
blau 37/74/165 (254aa5)[nota 2] 100/80/0/0
ouro 255/242/0 (fff200) 0/0/100/0
sinople 0/166/80 (00a650) 100/0/100/0
goles 237/28/36 (ed1c24) 0/100/100/0
sable 35/31/32 (231f20) 0/0/0/100
prata 255/255/255 (ffffff) 0/0/0/0

ConstruçãoEditar

O artigo primeiro do decreto estadual nº 2/1979 assim descreve a modulação do brasão:[1]

"O escudo tem as proporções de 07 m (sete módulos) por 08 m (oito módulos) com uma bordadura com a largura de 01 m (hum módulo) formando um escudo menor de 05 m (cinco módulos). Este está dividido em três partes na sua altura, de modo a resultar o primeiro terço, em chefe com 02 m (dois módulos) de altura e os dois terços restantes compreendidos pela faixa e pela campanha com 04 m (quatro módulos). A figura estilizada da '-'onça pintada”, colocada no meio desses dois terços tem 04 m (quatro módulos) de comprimento por 02 m.(dois módulos), de altura. O chefe, em "blau" com a estrela dourada no centro 01 m (hum módulo). As estrelas serão traçadas dentro de círculos iguais com diâmetro de 0,4 m (quatro décimos de módulo); as borduras de campo, interna e externa da bordadura, terão 0,2 m (dois décimos de módulo). A fita onde serão colocadas a data e o nome do Estado terá 0,75 m (três quartos de módulo) de largura, com algarismos e letras com 0,5 m (meio modulo) de altura. O resplendor terá um raio de 6,25 m (seis módulos e um quarto) partindo do centro da linha divisória dos terços superior e médio. As aplicações sugerindo "pintas", terão 0,05 m (cinco centésimos de modulo) por 0,15 m (quinze centésimos de módulo) colocadas aos pares, alternadas. Os espaçamentos serão sucessões de 0,05 m (cinco centésimos de modulo) e 0,35 m (trinta e cinco centésimos de módulo) no sentido do comprimento e de 0,35 m (trinta e cinco centésimos de módulo) no sentido da altura."

Notas

  1. Cores utilizadas no manual de identidade visual, mas não especificadas explicitamente.
  2. Em algumas representações encontra-se no tom de azul celeste, como em Símbolos de Mato Grosso do Sul (consultado em 20 de fevereiro de 2020

Referências

  1. a b MATO GROSSO DO SUL. Decreto Estadual nº 2, de 1º de Janeiro de 1979.
  2. MATO GROSSO DO SUL. Manual de Marca. Acessado em: 20 fev. 2021.

Ver tambémEditar

Brasões das unidades federativas do Brasil
 
AC
 
AL
 
AP
 
AM
 
BA
 
CE
 
DF
 
ES
 
GO
 
MA
 
MG
 
MS
 
MT
 
PA
 
PB
 
PE
 
PI
 
PR
 
RJ
 
RN
 
RO
 
RR
 
RS
 
SC
 
SE
 
SP
 
TO