Brasão de Paris

O Brasão de Paris, na sua forma atual, data de 1358, quando o rei Carlos V dotou-a com a flor-de-lis (parte superior, que é da França antiga).

Brasão de Paris

HistóriaEditar

O brasão de armas da cidade de Paris data de 1111, quando o rei Carlos I oficialmente se instalou. No brasão de armas, o navio representado é o símbolo do poderoso corpo societário dos Marchands de l'eau, que remonta à Idade Média. O lema da cidade, "Fluctuat nec mergitur" ("É sacudida pelas ondas, mas não afunda") é igualmente uma referência para este barco.[1]

DescriçãoEditar

Seu brasão é: De gules a nave equipada e vestida de argente flutuando sobre as ondas do mesmo movendo a ponta, o chefe de azure semeado de flores-de-lis de ouro.

Uso atualEditar

  • Pode ser encontrado em muitas instalações públicas em Paris, incluindo o Hôtel de ville, as prefeituras dos arrondissements, as Estações Parisienses, pontes, escolas e faculdades em Paris, as fontes Wallace, as colunas Morris e outros mobiliários urbanos em Paris.
  • É também usado como estilizado no logo da Prefeitura de Paris, que é encontrado em muitas exposições municipais, em vários veículos da cidade, na paredes das caixas de iluminação pública, etc.

ArrondissementsEditar

Ver tambémEditar

Referências

  1. Josette Eugénie Spink (1922). Ginn and Company, ed. Le beau pays de France. [S.l.: s.n.] p. 32 .

BibliografiaEditar

  • Marc Declerck (2007). L'Harmattan, ed. Les armoiries de Paris : histoire, documents. [S.l.]: Histoire de Paris. ISBN 978-2-296-02547-9 
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Brasão de Paris