Abrir menu principal
Brasão do Rio Grande do Sul
Brasão do Rio Grande do Sul
Detalhes
Escudo Escudo oval. Em campo de prata: um quadrilátero de prata com um sabre de ouro, em pala, sustentando na ponta um barrete frígio, de vermelho, entre dois ramos floridos de fumo e erva-mate, de sua cor, que se cruzam sobre o punho do sabre; inscrito num losango, com duas estrelas de cinco pontas de ouro colocadas nos ângulos superior e inferior; ladeado por duas colunas jônicas compostas com capitel e três anéis no terço inferior de fuste liso de ouro, encimadas por uma bala de canhão antigo, de preto assentes sobre um campo ondulado de verde em ponta. Uma bordadura de azul, perfurada de preto, carregada com a inscrição REPÚBLICA RIO-GRANDENSE e a data 20 DE SETEMBRO DE 1835, de ouro, separadas por duas estrelas de cinco pontas, também de ouro.
Listel Um listel de prata com a legenda "LIBERDADE IGUALDADE HUMANIDADE", de negro.
Outros elementos O escudo fica sobreposto sobre quatro bandeiras tricolores (verde, vermelho e amarelo) entre-cruzadas duas a duas com hastes rematadas de Flor-de-lis invertida, de outro. As duas bandeiras dos extremos estão decoradas com uma faixa vermelha com bordas de ouro, atada junto à ponta flor-de-lisada; uma lança de cavalaria, de vermelho, rematada por uma flor-de-lis invertida, de ouro, entre quatro fuzis armados de baionetas de ouro, e na base do conjunto dois tubos-canhão, de negro, entrecruzados, semi-encobertos pelas bandeiras.

O brasão do Rio Grande do Sul é o emblema heráldico e um dos símbolos oficiais do estado.

Descrição heráldicaEditar

Possui uma elipse vertical em pano branco, onde está inserido o brasão. Circundado por um lenço nas cores do Estado. Sob o brasão, Lê-se o lema "Liberdade, Igualdade, Humanidade". Lema esse que tem origem na Maçonaria e na Revolução Francesa. No centro está um barrete frígio, um símbolo republicano desde a Queda da Bastilha.

HistóriaEditar

O brasão rio-grandense é o mesmo da época dos farrapos com algumas pequenas modificações. Por isso possui a inscrição "República Rio-Grandense", junto com a data do início da Revolução Farroupilha, 20 de setembro de 1835, data amplamente comemorada no estado.

Acredita-se que foi desenhado originalmente pelo padre Hidelbrando e em arte final pelo Major Bernardo Pires.

O Brasão foi adotado pela mesma Lei que instituiu o Hino e a Bandeira do Estado.

A Lei estadual nº 5.213, de 5 de Janeiro de 1966.

 
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Brasão do Rio Grande do Sul
Brasões de armas do Brasil
 
AC
 
AL
 
AP
 
AM
 
BA
 
CE
 
DF
 
ES
 
GO
 
MA
 
MG
 
MS
 
MT
 
PA
 
PB
 
PE
 
PI
 
PR
 
RJ
 
RN
 
RO
 
RR
 
RS
 
SC
 
SE
 
SP
 
TO
  Este artigo sobre heráldica é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.