Brasil: Nunca Mais

O Projeto Brasil: Nunca Mais desenvolvido por Dom Paulo Evaristo Arns, Rabino Henry Sobel, Pastor presbiteriano Jaime Wright e equipe, foi realizado clandestinamente entre 1979 e 1985 durante o período final da ditadura militar no Brasil, no ano de 1985, e gerou uma importante documentação sobre a história do Brasil.[1][2][3]

Brasil: Nunca Mais
Autor(es) Paulo Evaristo Arns, Projeto Brasil: Nunca Mais
País  Brasil
Assunto Ciências sociais, Ciência política
Editora Editora Vozes
Lançamento 15 de julho de 1985
Páginas 312
ISBN 8532600301

Sistematizou informações de mais de 1.000.000 de páginas contidas em 707 processos do Superior Tribunal Militar (STM) revelando a extensão da repressão política no Brasil cobrindo um período que vai de 1961 a 1979, atualmente constituí-se no fundo mais pesquisado do Arquivo Edgard Leuenroth na UNICAMP em Campinas.

O relatório completo, resultado do esforço de mais de 30 brasileiros que se dedicaram durante quase seis anos a rever a história do período no país, reescrevendo-a a partir das denúncias feitas em juízo por opositores do regime de 64, bem como o livro publicado pela Editora Vozes, no dia 15 de julho de 1985[4], tiveram papel fundamental na identificação e denúncia dos torturadores do regime militar e desvelaram as perseguições, os assassinatos, os desaparecimentos e as torturas; atos praticados nas delegacias, unidades militares e locais clandestinos mantidos pelo aparelho repressivo no Brasil.

O livro publicado é um resumo com cerca de 5% de todas as informações obtidas.

HistóriaEditar

O projeto foi apoiado pelo Conselho Mundial de Igrejas, que ajudou com recursos para alugar uma sala, máquina fotocopiadoras e pagar o pessoal para operá-las. Desse modo foi possível fotocopiar mais de um milhão de páginas de 707 processos arquivados no Superior Tribunal Militar, obtidos a partir de pedidos de vistas de advogados que atuavam em favor dos direitos humanos[5].

Ligações externasEditar

Referências

  1. Rabino Henry Sobel atua no Brasil há mais de 30 anos. O Estado de S. Paulo, 29 de março de 2007. Página visitada em 13 de fevereiro de 2012
  2. «Projeto Brasil Nunca Mais». Consultado em 4 de junho de 2015  Livro disponível em versão on-line.
  3. «Brasil Nunca Mais Digital». Consultado em 4 de junho de 2015  Sítio do Ministério Público sobre o projeto.
  4. 35 anos de “Brasil: Nunca Mais”. Por Marcelo Schneider, acesso em 08/02/2021.
  5. MEMÓRIAS ECUMÊNICAS PROTESTANTES, acesso em 08/02/2021.
  Este artigo sobre um livro é um esboço relacionado ao Projeto Literatura. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.