Célio Turino

Célio Roberto Turino de Miranda, mais conhecido como Célio Turino (Indaiatuba, 22 de abril de 1961) é um historiador, escritor e servidor público brasileiro.

Célio Turino
RAiZ - Movimento Cidadanista
Ex-coordenador de Relações Internacionais da RAiZ - Movimento Cidadanista
Dados pessoais
Nascimento 22 de abril de 1961 (60 anos)
Indaiatuba (SP),  Brasil
Partido RAiZ - Movimento Cidadanista
Profissão Servidor público, escritor e historiador

BiografiaEditar

Nascido em Indaiatuba, cresceu em Campinas. Atua há mais de 30 anos junto à movimentos sociais e culturais como o movimento estudantil (no final da ditadura), sindical (nos anos 80, tendo sido fundador do primeiro sindicato de servidores públicos do Brasil, em 1988), participou do movimento contra a Carestia, em Defesa da Amazônia, a Anistia, as Diretas Já!, entre tantos. É fundador e Porta Voz da Rede Sustentabilidade no Estado de São Paulo[1], mas se retirou do partido por discordar dos rumos tomados. Atualmente participa da construção da RAiZ - Movimento Cidadanista, um partido-movimento inspirado em experiências de democracia direta e participativa.[2]

Célio Turino foi secretário municipal de Cultura de Campinas de 1990 a 1992, Diretor do Departamento de Programas de Lazer na Secretaria de Esportes, na gestão de Marta Suplicy, e secretário[3] na Secretaria da Cidadania Cultural do Ministério da Cultura entre 2004 e 2010, período em que criou[4] o Programa Cultura Viva,[5] política do Ministério da Cultura que marca uma mudança de paradigma na elaboração de políticas públicas para a Cultura no Brasil[6] O Programa Cultura Viva viabilizou a criação de mais de 2500 Pontos de Cultura[7] espalhados em mais de mil municípios do Brasil, beneficiando mais de 8 milhões de pessoas e criando 30.000 postos de trabalho.[8]

Além dos Pontos de Cultura situados no Brasil, o Programa Cultura Viva cria a concepção dos pontos de cultura para atender as comunidades de brasileiros no exterior. Chegaram a ser implantados projetos pilotos nos Estados Unidos e na França, mas dificuldades legais brasileiras para a remessa de dinheiro ao exterior praticamente inviabilizaram a iniciativa.[9][10]

Trabalhos publicadosEditar

  • Lazer nos programas sociais: Proposta de combate à violência e à exclusão[11]
  • Na trilha de Macunaíma - Ócio e trabalho na cidade[12]
  • Pontos de Cultura - O Brasil de baixo pra cima[13]
  • Uma visão inclusiva - Arte, cultura e esporte[14]
  • Pontos para uma gestão cultural transformadora (matéria em 5 partes)[15][16][17][18][19]
  • Pontos de cultura. Agora em toda a América latina[20]
  • Meditação sobre o Rio Tietê[21]
  • A potência da CULTURA - Ensaio com sugestões para programas de governo[22]
  • Proposta do passe livre é justa, coerente e viável[23]
  • Por uma reforma política justa, democrática e cidadã[24]
  • Reduzir cargos de livre nomeação para melhorar a gestão pública[25]
  • A cultura pode mudar o Brasil[26]
  • A travessia PSB-REDE[27]
  • Custo da atividade parlamentar no Brasil ultrapassa R$ 20 bilhões/ano[28]
  • Consenso progressivo, a prática para uma nova cultura[29]

Referências

  1. «Rede Sustentabilidade no estado de São Paulo». Consultado em 10 de março de 2014. Arquivado do original em 10 de março de 2014 
  2. «No Fórum Social, Erundina lança nova sigla, a Raiz Movimento Cidadanista - 22/01/2016 - Poder - Folha de S.Paulo». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 6 de maio de 2016 
  3. Diário Oficial nomeando Célio Turino[ligação inativa]
  4. Documento de criação do Programa Cultura Viva[ligação inativa]
  5. «Programa Cultura Viva». Consultado em 26 de agosto de 2010. Arquivado do original em 15 de setembro de 2010 
  6. «Célio Turino - Empoderamento e protagonismo». Consultado em 26 de agosto de 2010. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  7. Pontos e o Bem Comum[ligação inativa]
  8. Reportagem sobre os a Teia Paulista de Pontos de Cultura
  9. Pontos de Cultura no Exterior. Por Patrícia Saldanha, 8 de fevereiro de 2010.
  10. Catálogo do Cultura Viva- Programa Nacional de Cultura, Educação e Cidadania Arquivado em 26 de junho de 2015, no Wayback Machine., p. 22.
  11. TURINO, C. Lazer nos programas sociais: Propostas de combate à violência e à exclusão. Ed. Annita Garibaldi. São Paulo. 2003.
  12. TURINO, C. Na trilha de Macunaíma. Ócio e trabalho na cidade. Ed. Senac. São Paulo. 2005.
  13. TURINO, C. Pontos de cultura: O Brasil de baixo para cima. Ed Anita Garibaldi, 2ª ed. São Paulo. 2010.
  14. TURINO, c. Uma visão inclusiva - Arte, cultura e esporte. Instituto Olga Kos. São Paulo. 2011.
  15. «Revista Fórum». Consultado em 11 de março de 2014. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  16. «Revista Fórum». Consultado em 11 de março de 2014. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  17. «Revista Fórum». Consultado em 11 de março de 2014. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  18. «Revista Fórum». Consultado em 11 de março de 2014. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  19. «Revista Fórum». Consultado em 11 de março de 2014. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  20. Operamundi
  21. «Revista Fórum». Consultado em 11 de março de 2014. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  22. «Revista Fórum». Consultado em 11 de março de 2014. Arquivado do original em 11 de março de 2014 
  23. Revista Fórum
  24. Rede Sustentabilidade
  25. Rede Sustentabilidade
  26. Rede Sustentabilidade
  27. «Rede Sustentabilidade». Consultado em 10 de março de 2014. Arquivado do original em 10 de março de 2014 
  28. Rede Sustentabilidade
  29. Rede Sustentabilidade

Ligações externasEditar