Abrir menu principal

Cérbero (constelação)

Constelação de Cérbero

Cérbero foi uma constelação criada por Hevelius. Ele foi descrito como uma serpente de três cabeças que Hércules está segurando em sua mão. A constelação, que não está mais em uso, "representa a figura da serpente… que infestava o país em torno do Cabo Tênaro da Grécia, o moderno Cabo Matapão".[1] A presença de Cérbero (Kerberos) no Tênaro (Tainaron) é mencionado por Estrabão, Estácio, e Sêneca.[2]

A cauda da constelação de Cérbero estava em Fornax (representado[3] como um aparelho químico[4]). Aparentemente, o "ramo dourado" em que a serpente Cérbero se enrosca, o "ramo da árvore das maçãs de ouro" buscada pelo titã Atlas do Jardim das Hespérides[5] foi considerado como tendo sido gerado por meio da alquimia. O tal ramo dourado era conhecido como a constelação de Ramus Pomifer.

FaunaEditar

Também existe um gênero de serpentes conhecido como Cerberus, também chamadas cobra-d'água de duas faces, comumente encontradas no Sudeste Asiático.[6]

Referências

  1. Richard Hinckley Allen : Star-Names and Their Meanings. G. E. Stechert, 1899. p. 160
  2. http://www.theoi.com/Ther/KuonKerberos.html
  3. http://www.ianridpath.com/startales/fornaxlacaille.htm
  4. Richard Hinckley Allen : Star-Names and Their Meanings. G. E. Stechert, 1899. p. 221
  5. http://www.ianridpath.com/startales/cerberus.htm
  6. http://chemistrydaily.com/chemistry/Cerberus_%28snake%29

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cérbero (constelação)