Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo(a) pelo filme de 2006, veja Cadáveres (filme).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Um cadáver jaz sobre a mesa, no famoso quadro de Rembrandt, chamado A Lição de Anatomia do Dr. Tulp.

Cadáver ou defunto[1] é o corpo após a sua morte, enquanto ainda conserva a totalidade de seus tecidos. Após a decomposição da maior parte de seus órgãos, músculos e tecidos, passa a ser denominado como ossada. O termo carcaça é aplicado para se referir ao corpo de animais vertebrados e insetos mortos.

EtimologiaEditar

A palavra "cadáver", segundo a etimologia popular, teria origem na inscrição latina Caro Data Vermibus ("carne dada aos vermes"), que supostamente seria inscrita nos túmulos. Na verdade, não se encontrou até hoje nenhuma inscrição romana deste género. Já os etimologistas defendem que a palavra deriva do termo latino cadavere,[2] que deriva da raiz latina cado, que significa "caído". A favor desta teoria, está o fato de santo Isidoro de Sevilha referir que o corpo deixa de ser cadáver a partir do momento em que é sepultado.

Referências

  1. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 309.
  2. FERREIRA, A. B. H. Novo dicionário da língua portuguesa. 2ª edição. Rio de Janeiro. Nova Fronteira. 1986. p. 309.

Ver tambémEditar


Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Definições no Wikcionário
  Categoria no Commons
  Este artigo sobre Anatomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.