Caetano José Nozolini

Caetano José Nozolini (ilha do Fogo, Cabo Verde, 20 de julho de 1800Bissau, 13 de julho de 1850), com o apelido frequentemente grafado Nozoliny, conhecido por Thyetan, foi um grande negociante de escravos[1] e de produtos tropicais, capitão-mor de Bissau e delegado do governador de Cabo Verde nos rios da Guiné.[2][3]

Caetano José Nozolini
Nascimento 20 de julho de 1800
Ilha do Fogo
Morte 13 de julho de 1850
Bissau
Cidadania Portugal
Ocupação traficante de escravos, político

BiografiaEditar

Nasceu na ilha do Fogo, no seio de uma família de origem italiana estabelecida naquela ilha há várias gerações.

Assentou praça em 15 de Novembro de 1815, sendo promovido sucessivamente a alferes, a 27 de Abril de 1816, a tenente, a 20 de Setembro de 1823, a capitão, a 12 de Março de 1825, a major, a 23 de Março de 1837, a tenente-coronel, graduado, a 5 de Novembro de 1842, e a efectivo a 13 de Março de 1843.[2]

Fixou-se em Bissau onde em 1825 casou com nhanha Aurélia Correia, senhora da aristocracia bijagó, de quem teve três filhos, um dos quais, do sexo masculino, foi educado em França.

  Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Notas

  1. Hugh Thomas, The Slave Trade, pp. 212-213. Hachette UK, 2015.
  2. a b Caetano José Nozolini.
  3. António Carreira, "A Guiné e as ilhas de Cabo Verde : a sua unidade histórica e populacional" in Ultramar, nº 32 (2º trimestre de 1968), pp. 70-98.