Calóciro Delfina

Calóciro ou Calóquiro Delfina (em grego: Καλοκυρός Δελφινάς; romaniz.: Kalokyrós Delphinás; fl. c. 982-989) foi um general bizantino e catepano da Itália, que mais tarde rebelou-se contra o imperador Basílio II Bulgaróctono (r. 976–1025) e foi executado.

Calóciro Delfina
Morte 988 ou 989
Crisópolis
Nacionalidade Império Bizantino
Ocupação General
Religião Catolicismo

VidaEditar

 
Histameno de Nicéforo II Focas (r. 963–969) e Basílio II Bulgaróctono (r. 976–1025)

O antípato e patrício Delfina foi um aliado do poderoso clã anatólio dos Focas e do poderoso ministro chefe do Império Bizantino, o paracemomeno Basílio Lecapeno, que assegurou sua nomeação como catepano (governador militar sênior) do sul da Itália em 982.[1] Delfina manteve o posto até 985, e presidiu à melhoria da posição bizantina na península, auxiliado por fortuitas circunstâncias externas: o sacro imperador romano Otão II (r. 967–983) foi derrotado na Batalha de Estilo e morreu no ano seguinte (983), enquanto os árabes estavam enfrentando conflitos internos. Assim, Delfina foi capaz de consolidar o controle sobre a Longobárdia, tomando Ascoli em dezembro de 982.[2][3]

Alguns anos depois, Delfina juntou-se à revolta de Bardas Focas, o Jovem contra o imperador Basílio II Bulgaróctono (r. 976–1025), e comandou o exército rebelde que havia acampado em Crisópolis, através do Bósforo a partir da capital. Lá, no final de 988 ou começo de 989, eles foram atacados por Basílio II com tropas bizantinas e varegues e foram derrotados.[4] Delfina foi capturado e executado por crucificação ou empalamento, um punição incomum como um aviso para outros generais rebeldes; diz-se que além de Delfina, apenas outro oficial rebelde capturado foi executado durante esta guerra civil, e mesmo isso não é certo. Uma coluna em memória de Delfina erigida no local de sua execução sobreviveu até o século XI.[5]

Referências

  1. Vlysidou 2005, p. 122.
  2. Vlysidou 2005, p. 125–126.
  3. Holmes 2005, p. 507.
  4. Holmes 2005, p. 246, 460.
  5. Holmes 2005, p. 267.

BibliografiaEditar

  • Holmes, Catherine (2005). Basil II and the Governance of Empire (976–1025). Oxford: Oxford University Press. ISBN 978-0-19-927968-5 
  • Vlysidou, Vassiliki (2005). «Η πολιτική του Βασιλείου Λακαπηνού έναντι της Δύσης». Byzantine Symmeikta. 17: 111–129. ISSN 1105-1639