Calil ibne Amade Alfaraídi

filólogo árabe, lexicógrafo e importante gramático de Basra

Abu Abderramão Calil ibne Amade Alfaraídi (em árabe: أبو عبدالرحمن الخليل بن أحمد الفراهيدي; romaniz.: Abu ‘Abd ar-Raḥmān al-Khalīl ibn Aḥmad al-Farāhīdī; 718786), conhecido como Alfaraídi ou ou Alcalil, foi um filólogo árabe, lexicógrafo e importante gramático de Basra baseado no Iraque.

Escultura celebrando Calil em Baçorá

Ele fez o primeiro dicionário da língua árabe - e o mais antigo dicionário existente - Kitab al-'Ayn (árabe: كتاب العين) - "The Source",[1] introduziu o agora padrão harakat (marcas de vogais na escrita árabe), sistema, e foi fundamental no desenvolvimento inicial de ʿArūḍ (estudo da prosódia),[2][3][4] musicologia e métrica poética.[5][6] Suas teorias linguísticas influenciaram o desenvolvimento da prosódia persa, turca, curda e urdu.[7] A "Estrela Brilhante" da escola de gramática árabe de Basrã, um polímata e erudito, ele era um homem de pensamento genuinamente original.[8][9]

Alcalil, juntamente com outros estudiosos árabes da Idade de Ouro Islâmica, foram os primeiros precursores no campo da Estatística da Idade Média, que foi essencial para o desenvolvimento da Estatística moderna.[10]

Alfaraídi foi o primeiro estudioso a submeter a prosódia da poesia árabe clássica a uma análise fonológica detalhada. Os dados primários que ele listou e categorizou em detalhes meticulosos eram extremamente complexos para dominar e utilizar, e teóricos posteriores desenvolveram formulações mais simples com maior coerência e utilidade geral. Ele também foi um pioneiro no campo da criptografia e influenciou o trabalho de Alquindi.

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Calil ibne Amade Alfaraídi

Referências

  1. Introduction to Early Medieval Arabic: Studies on Al-Khalīl Ibn Ahmad, pg. 3. Ed. Karin C. Ryding. Washington, D.C.: Georgetown University Press, 1998. ISBN 9780878406630
  2. al-Khalīl ibn Aḥmad at the Encyclopædia Britannica Online. ©2013, Encyclopædia Britannica, Inc..
  3. Abit Yaşar Koçak, Handbook of Arabic Dictionaries, pg. 19. Berlin: Verlag Hans Schiler, 2002. ISBN 9783899300215
  4. Hamid Dabashi, The World of Persian Literary Humanism, pg. 64. Cambridge, Massachusetts: Harvard University Press, 2012. ISBN 9780674067592
  5. Kees Versteegh, Arabic Linguistic Tradition, pg. 23.
  6. Muhammad Hasan Bakalla, "Ancient Arab and Muslim Phoneticians: An Appraisal of Their Contrubition to Phonetics." Taken from Current Issues in the Phonetic Sciences: Proceedings of the IPS-77 Congress, Miami Beach, Florida, 17-19th December 1977, Part 1, pg. 4. Eds. Harry Francis Hollien and Patricia Hollien. Volume 9 of Current Issues in Linguistic Theory Series. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 1979. ISBN 9789027209108
  7. John A. Haywood, Arabic Lexicography: Its History, and Its Place in the General History of, pg. 21. Leiden: Brill Publishers, 1960. OCLC 5693192
  8. John A. Haywood, Arabic, pg. 20.
  9. Ibne Caldune, Muqaddimah, vol. 2, pg. 435. Trns. Franz Rosenthal. Princeton: Princeton University Press, 1969. ISBN 9780691017549
  10. Broemeling, Lyle D. (1 de novembro de 2011). «An Account of Early Statistical Inference in Arab Cryptology». The American Statistician (4): 255–257. ISSN 0003-1305. doi:10.1198/tas.2011.10191. Consultado em 3 de fevereiro de 2022 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.